EDUCAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR EM TEMPOS DE PANDEMIA

  • Bruno Rafael Santos de Cerqueira Universidade Federal do ABC
Palavras-chave: Ensino remoto. Educação Superior. Política educacional.

Resumo

Em meio à pandemia de COVID-19, as universidades federais brasileiras vêm buscando uma solução para o ensino não presencial. A Universidade Federal do ABC foi uma das primeiras instituições a implementar um regime remoto de ensino. O objetivo desse relato de experiência é refletir sobre esse processo de implementação, enquanto docente do ensino superior. Durante a disciplina, ministrada de forma não presencial, três elementos surgiram como obstáculos: a baixa interação, o tempo, e as questões socioemocionais. Esses aspectos tiveram grande influencia no andamento do trabalho, de modo que fizeram emergir aspectos que pontuo como aprendizados para as propostas de ensino que estão sendo elaboradas em tempos de pandemia, são eles: a garantia de inclusão dos alunos, o suporte psicológico à comunidade universitária, a expansão das disciplinas para além dos conteúdos conceituais e o oferecimento de tempo suficiente para a elaboração de propostas que garantam a qualidade de ensino para todos.

Biografia do Autor

Bruno Rafael Santos de Cerqueira, Universidade Federal do ABC
Doutor em Ensino de Ciências pelo Programa de Pós-Graduação Interunidades em Ensino de Ciências da Universidade de São Paulo (USP). Professor adjunto do Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC (UFABC).
Publicado
2020-10-08
Como Citar
Rafael Santos de CerqueiraB. EDUCAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR EM TEMPOS DE PANDEMIA . Olhar de Professor, v. 23, p. 1-5, 8 out. 2020.
Seção
Caderno Temático: Covid 19 - Educação em tempo de Pandemia (Volume 1)