COELHO PACHECO: EQUÍVOCOS, COINCIDÊNCIAS E FACTOS

  • Ana Rita Palmeirim Membro do Grupo Interdisciplinar de Estudos Pessoanos e do Modernismo (IEMO), vinculado ao Centro de História de d’Aquém e Além Mar, da Universidade Nova de Lisboa.
Palavras-chave: crítica literária

Resumo

Uma breve descrição de como se veio a revelar o verdadeiro autor do poema “Para Além doutro Oceano”, destinado a Orpheu 3 e durante muitos anos considerado obra de Fernando Pessoa, seguida de apontamentos biográficos sobre José Coelho Pacheco, o “falso semi-heterónimo de Pessoa”. Abordamos também a sua intervenção na revista A Renascença, de 1914, percursora de Orpheu.

Biografia do Autor

Ana Rita Palmeirim, Membro do Grupo Interdisciplinar de Estudos Pessoanos e do Modernismo (IEMO), vinculado ao Centro de História de d’Aquém e Além Mar, da Universidade Nova de Lisboa.

Membro do Grupo Interdisciplinar de Estudos Pessoanos e do Modernismo (IEMO), vinculado ao Centro de História de d’Aquém e Além Mar, da Universidade Nova de Lisboa.

 

Publicado
2017-06-10
Seção
Depoimento