INTERSUBJETIVIDADE NA LINGUAGEM: A ESPADA DE DÂMOCLES EM PROGRAMA DE GOVERNO

Resumo

Este trabalho objetiva discorrer sobre alguns enunciados expostos no Programa de Governo de Jair Messias Bolsonaro, postulante, em 2018, ao cargo de Presidente da República do Brasil, associando análise discursiva a aportes das ciências sociais. Ao apontar o que neles se apresenta, tomado como aparência, e o que pode ser compreendido pela análise, visto como essência, identifica um horizonte opacificado, pela forma de materialização dos enunciados em sua produção – organização linguística, escolhas estilísticas, silenciamento. Ao trazer uma proposta permeada de valores explicitados, ao mesmo tempo marcando-se em oposição a outro grupo político eleito como o mal encarnado – explicitamente ou de modo genérico – o Programa remete a um posicionamento politicamente ambíguo, mas, atraente, pelo caráter que apresenta de liderança capaz de salvar a Pátria, com apelo sintetizado no lema Ordem e progresso.

Publicado
2021-10-11
Seção
Artigos Tema Livre