Hemerobia de paisagem em áreas úmidas na zona urbana de Inhumas, GO, Brasil

Palavras-chave: serviços ecossistêmicos, Dependência tecnológica da paisagem, Geoecologia de paisagem

Resumo

 As áreas úmidas são ecossistemas frágeis e importantes para a recarga hídrica em paisagens rurais e urbanas. Entretanto, os padrões de ocupação urbana não destacam a importância local desses ambientes na oferta de serviços ecossistêmicos e não previnem sua degradação. Uma metodologia viável para avaliação dos níveis de antropização é o cálculo dos índices de hemerobia, que por sua vez estão associados ao nível de dependência tecnológica da paisagem. O objetivo desta pesquisa é avaliar o nível de hemerobia das paisagens no núcleo urbano de Inhumas, região metropolitana do estado de Goiás. Foram identificados cinco níveis hemeróbicos de paisagem de áreas úmidas, onde predominam níveis de hemerobia Alta e Máxima, o que compromete suas funções ecossistêmicas. A cartografia com base nos princípios da Geoecologia das Paisagens indica níveis hierárquicos passíveis de serem considerados pelo poder público no planejamento e gestão urbanas. Isso possibilita a seleção de áreas críticas para intervenções de mitigação, recuperação e reabilitação em ambiente urbano.

Publicado
2021-08-07
Seção
Artigos/ Articles