Considerando que os conflitos bélicos tem sido abordados do ponto de vista militar,tecnológico e político mas,raramente, humanitário. Desta forma, enfocamos a convocação de civis obrigados a matar ou morrer pela pátria, sujeitos aos comandos de seus dirigentes. O cotidiano de escassez dos que ficam, como mulheres, crianças e idosos, que piora à medida em que sofrem luto ou tem  filhos, maridos  e netos mutilados para cuidar.  Além disso, a situação dos prisioneiros e refugiados de guerra e das mulheres e mesmo de jovens estuprados pela soldadesca durante a ocupação
Publicado: 2017-08-18

Expediente | Editorial Board | Cuerpo Editorial

Editorial | Editor's Note | Presentación

Dossiê | Special Issue | Dossier