Objeto de estudo ou sujeito de diálogo?

A epistemologia favela-pesquisador

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5935/2177-6644.20220013

Resumo

Este ensaio visa desconstruir a relação epistemológica tradicional entre o “outro” da favela e o “eu” pesquisador. Propõe-se um exercício em que o objeto de estudo da favela se torna sujeito de diálogo com o pesquisador do asfalto. Espera-se que os pontos trazidos sirvam de baliza para acadêmicos treinados em escolas eurocêntricas e para gestores habituados às práticas normativas do Estado.

Biografia do Autor

Guilherme Rocha Formicki (USP), Universidade de São Paulo - USP

Doutorando em Planejamento Urbano na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP).

Downloads

Publicado

2022-04-29