A Língua Portuguesa na matriz de referência da redação do ENEM

Uma análise Decolonial sobre a competência 1

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5935/2177-6644.20220010

Resumo

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma avaliação que tem como objetivo avaliar o rendimento dos egressos da última etapa da educação básica. Ele é também um critério para ingresso no ensino superior. A redação é uma das formas que ele se propõe a avaliar os alunos, tendo uma prova específica para tal feito. Nesta prova, um dos critérios da matriz de referência (ou matriz de correção), indicados pela competência 1, está a língua portuguesa. Observado o exposto, o presente estudo objetiva fazer uma análise de perspectiva decolonial sobre como essa matriz promove a manutenção da colonialidade por meio da língua e, por assim ser, nivela, hierarquiza e disciplina corpos em prol de um estabelecer uma forma apenas de conceber a língua.

Biografia do Autor

Renato de Oliveira Dering (UNIGOIÁS), Centro Universitário de Goiás - UNIGOIÁS

Pós-doutorando em Estudos de Linguagens pelo Posling/CEFET-MG. Doutor em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Mestre em Letras pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Licenciado em Letras - Português pela Universidade Federal de Goiás (UFG). É líder/pesquisador no grupo FORPROLL (UFVJM). É Professor Adjunto do Centro Universitário de Goiás - UNIGOIÁS, onde atua na Graduação e Pós-Graduação. Na mesma instituição, exerce o cargo de Supervisor da Área de Pesquisa Científica (SAPC).

Downloads

Publicado

2022-04-28