A farda simbólica: diálogos entre performatividade e disciplina

  • Daniela Cecilia Grisoski Mestra pela Universidade Estadual de Londrina - UEL

Resumo

O objetivo central deste trabalho é traçar um diálogo intertextual entre os conceitos de poder disciplinar para Foucault e performatividade para Butler, relacionando-os aos relatos de experiências laborais de mulheres policiais militares. Compreendemos que as mulheres policiais performam de acordo com uma imagem social proposta pela instituição Polícia Militar através de uma internalização da disciplina, a qual denominamos como farda simbólica. Esta performatividade da farda simbólica é composta pelo ideal de viver pela profissão, ou seja, ser policial em todos os momentos da vida, não destituindo-se da farda. 
Publicado
2021-01-22
Seção
Artigos | Articles | Artículos