A revista Querida e a memória das leitoras iratienses na década de 1960

  • Cibeli Grochoski Unicentro
  • Nadia Maria Guariza Unicentro

Resumo

O objetivo deste artigo é pensar as relações de gênero e as representações de mulheres na revista Querida e na sociabilidade de suas leitoras da cidade de Irati-PR na década de 1960. Querida era conservadora e estava inserida em uma sociedade que preservava o modelo tradicional, mas que ao mesmo tempo aspirava em se tornar moderna, em seus discursos ela transitava entre o moderno e o tradicional.

Biografia do Autor

Nadia Maria Guariza, Unicentro
Possui graduação em História pela Universidade Federal do Paraná (1994), mestrado em História pela Universidade Federal do Paraná (2003) e doutorado em História pela Universidade Federal do Paraná (2009). Atualmente é vice coordenadora do Mestrado em História na Universidade Estadual do Centro-Oeste e professora adjunta da Universidade Estadual do Centro-Oeste. Tem experiência na área de Ciência Política, História e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: história, gênero, catolicismo, educação e culto mariano. É pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero da UFPR. Orientadora do Subprojeto do Programa de Residência Pedagógica.
Publicado
2021-01-22
Seção
Artigos | Articles | Artículos