Entre Estigmas & Segregações: a (re) organização dos espaços nos bairros José Vieira Brasão e Jardim Santa Rita no município de Orlândia-SP (1990-2010)

  • Bruno Cesar Pereira Mestrando em História pela Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná

Resumo

A partir da década de 1990, o município de Orlândia-SP passou a receber um considerável número de homens e mulheres oriundos do processo migratório Nordeste-Sudeste. Estes indivíduos passaram a se fixar nas regiões periféricas deste município. Como consequência a instalação destes migrantes reorganizou as estruturas sociais desta cidade, que até então eram norteadas por um estigma histórico, baseado na segregação dos espaços em “centro-periferia”. Com a entrada do grupo migrante, observamos a construção de um novo estigma, pautado na criação da distinção entre “paulistas” e “nordestinos”. As relações entre estes grupos (local e migrante), se deu a partir do desenvolvimento de estratégias, que criaram e legitimaram a estigmatização de um dos grupos (nordestinos), seja, no dia-a-dia destes indivíduos bem como em ambientes de lazer e sociabilidade. O presente projeto, propõem realizar um estudo de tais relações supracitadas, entre estes dois grupos (moradores locais e migrantes nordestinos), em especial nos bairros José Vieira Brasão e Jardim Santa Rita, ambos localizados na região periférica do município. Para a realização desta pesquisa, propomos utilizar alguns conceitos base dos teóricos Michel de Certeau e de Norbert Elias, que nos possibilitarão analisar e compreender as complexas relações de sociabilidade e de poder presentes nestes espaços (bairros e ambientes de lazer) e entre estes grupos a partir de seus cotidianos.

Biografia do Autor

Bruno Cesar Pereira, Mestrando em História pela Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná
Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadula do Centro-Oeste do Paraná, Cmapus Irati. Graduado em História pela mesma Instuição de Ensino Superior (2018)

Referências

ALESSI, Neiry Primo.; NAVARRO, Vera Lúcia. Saúde e trabalho rural: o caso dos trabalhadores da cultura canavieira na região de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 13, 1997, p. 111-121.

ALVES, Francisco. Por que morrem os cortadores de cana? Saúde e Sociedade, v. 15, n.3, 2006, p. 90-98.

BLAY, Eva Alterman. Eu não tenho onde morar. São Paulo: Nobel, 1985.

BRESCIANI, Maria Stela Martins. Londres e Paris no século XVIII: o espetáculo da pobreza. Rio de Janeiro: Brasiliense, 1982.

. A cidade e o urbano: experiências, sensibilidades, projetos. Urbana, v. 6, n. 1, 2014, p. 63-94.

CALUNGA, Murilo D. O jornal e suas representações: objeto ou fonte da história?Comunicação & Mercado, v. 01, n. 02, 2012, p. 71-87.

CARPINTERO, Marisa Varanda T. A construção de um sonho: os engenheiros, arquitetos e a formulação política habitacional no Brasil. Campinas: UNICAMP, 1997.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Trad. de Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 1994.

CHALUB, Sidney. Cidade febril: cortiços e epidemias na Corte Imperial. São Paulo: Companhia das Letras, 1996

COSTA, Sérgio. Regimes de Coexistência interétnica no Brasil e na Alemanha: contribuições a um debate inexistente. Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, n. 01, 2012, p. 235-259.

DURAN, Marilia Claret Geraes. Maneiras de pensar o cotidiano com Michel de Certeau. Diálogos, v. 07, n. 22, 2007, p. 115-128.

ELIAS, Norbert. Estabelecidos e Outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma comunidade pequena. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

FLORES, Maria Bernadete Ramos; CAMPOS, Emerson César de. Carrosséis urbanos: da racionalidade moderna ao pluralismo temático (ou territorialidades contemporâneas). Revista Brasileira de História, v. 27, n. 53, 2007, p. 267-296.

FONTES, Paulo. Um nordeste em São Paulo: trabalhadores migrantes em São Miguel Paulista (1945-1966). Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas (FGV), 2008.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Trad. Márcia Bandeira de Mello Leite Nunes. Rio de Janeiro: LCT, 1988.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio Alfredo. O preconceito contra os baianos. Comunicação oral. In: 22º Congresso Internacional da Associação de Estudos Latino-Americanos – LASA. Miami- EUA: Anais do 22º LASA, 2000, s./p.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. Dados demográficos da cidade de Orlândia 1990-2010.

JULIÃO, Leticia. Sensibilidades e representações urbanas na transferência da Capital de Minas Gerais. História (São Paulo), v. 30, n. 1, 2011, p. 114-147.

LEITE, Rogerio Proença. A inversão do cotidiano: práticas sociais e rupturas na vida urbana contemporânea. Revista Dados, vol. 53, n. 3, 2013, p. 737-756.

MOASSAB, Andréia. Brasil Periferia (s): A comunicação insurgente do hip-hop. São Paulo: EDUC, 2011.

MOREIRA JUNIOR, Orlando. Segregação urbana em cidades pequenas: algumas considerações a partir das escalas intra e interurbana. Ra’ega, n. 20, 2010, p. 133-142.

NIEMEYER, Ana Maria de. Favela: “iguais e desiguais”. Revista de Antropologia (USP), v. 22, 1979, p. 113-131.

NOVAES, José Roberto; ALVES, Francisco José da Costa (Orgs.), Migrantes: trabalho e trabalhadores do complexo agroindustrial canavieiro (os heróis do agronegócio brasileiro). São Carlos: UFSCar, 2007.

SALES, Telma Bessa. Canudenses na cidade de São Paulo: memórias e experiências. Tese (Doutorado em História), São Paulo: PUC/SP, 2006.

SILVA, Cristina Maria da. Da cidade utópica à cidade metafórica: reflexões para uma Antropologia nas cidades a partir de Campinas. Revista Espaço Acadêmico, v. 11, n. 132, 2012, p. 130-141.

SILVA, Maria Aparecida de Moraes. Trabalho e trabalhadores na região do “mar de cana e do rio de álcool”. Agrária, n. 02, 2005,p. 2-39.

SILVA, M. S. Entre o bagaço da cana e a doçura do mel: migrações e as identidades da juventude rural. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Campina Grande: UFCG, 2006.

TOSI, Pedro Geraldo; FALEIROS, Rogério Naques. Domínios do café: ferrovias, exportação e mercado interno em São Paulo (1888-1917). Economia e Sociedade, v. 20, n. 02, 2011, p. 417-442.

VASCONCELOS, Larissa Meira de; SOUTO, Emilayne. Notas para um debate entre Michel Foucault e Michel de Certeau. In: 1º Encontro internacional de estudos foucaultianos: Governamentalidade e Segurança. João Pessoa-PB: Anais 1ª EIEF, 2014, s/p.

Publicado
2021-01-22
Seção
Projetos de Pesquisa | Research's Note | Proyecto de Investigación