A NOVA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL (2020) E A DESCONSTRUÇÃO DE UMA PROPOSTA EDUCACIONAL INCLUSIVA

Os impactos conceituais e estruturais no processo de inclusão do aluno público-alvo da Educação Especial.

Autores

  • Gemma Galganni Pacheco Silva Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
  • Márcia Raika Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Palavras-chave:

Políticas Educacionais. Educação Especial. Educação Inclusiva.

Resumo

As discussões em torno da inclusão de alunos público-alvo da Educação Especial (PAEE) é tema polêmico para o cenário educacional. No ano de 2020, surge no contexto educacional brasileiro a apresentação de um documento legal que versa sobre a implantação de uma nova política para a Educação Especial, a Política Nacional de Educação Especial: Equitativa, inclusiva e com aprendizado ao longo da vida (PNEE). Fundamentada em uma abordagem que promove nova ênfase à inclusão radical e amparada no discurso de que essa inclusão não vem proporcionando benefícios a todos os alunos PAEE, a PNEE (2020) traz consigo uma proposta de adequação ao delineado pela política educacional vigente (BRASIL, 2008), no que concerne ao conceito e estruturação da Educação Especial e da Educação Inclusiva. A nova política amplia as possibilidades de inclusão, assegurando que dessa formados alunos PAEE. Diante deste fato, e, considerando a perspectiva inclusiva adotada em sua formulação, é pertinente a reflexão acerca do que realmente se evidencia nessa proposta, assim como dos impactos dessa política no processo de inclusão da pessoa com deficiência nas classes comuns do ensino regular. A metodologia eleita para esta pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo bibliográfica e documental, e abordagem descritiva e explicativa. Para subsídio teórico deste estudo, teve-se como base autores como Plestch (2020), Glat (2018), Kassar e Rebelo (2018) Mantoan (2015), Mendes (2010), Heredero (2010), entre outros, que pesquisam sobre a Educação Especial e a Educação Inclusiva. Como objetivo buscou-se analisar a proposta educacional delineada na PNEE (2020) e os impactos gerados frente ao atual paradigma da Educação Inclusiva que ampara a inclusão de alunos PAEE. Como resultado desta pesquisa, conclui-se que a proposta descrita na PNEE (2020) se mostra antagônica ao preceituado na PNEEPEI (2008), que garante a equidade e propicia a igualdade de oportunidades no espaço escolar. Ao consolidar a Educação Especial como uma nova modalidade escolar, que agrega espaços educacionais especializados, a PNEE (2020) causa o esmaecimento do direito da pessoa com deficiência à educação na escola regular e o fortalecimento de atitudes discriminatórias.

 

Biografia do Autor

Márcia Raika, Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Doutora em Educação/UFPI (2016). Mestre em Educação/ UFPI (2010). Especialista em Educação Inclusiva e Especial com ênfase em Neurociência/ FARMAT (2020); em LIBRAS/ FAEME (2013); em Supervisão Escolar/UFPI (2000) e em Gestão Educacional/ UNICESP. (2009). Possui Graduação em Licenciatura em Pedagogia/UFPI. Atualmente trabalha como professora adjunto I no Centro de Estudos Superiores de Caxias/UEMA. Atua como Professora do Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em rede UNESP/UEMA. Foi Gerente de Educação Especial do Estado do Piauí (2011-2014). Trabalhou no Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (2007-2008). Professora formadora na modalidade à distância do Núcleo de Educação à Distância-NEAD/UESPI(2013-2014). Tem experiência na área de Educação, trabalhando com as diferentes disciplinas da área da Pedagogia, com ênfase nas disciplinas de Psicologia (geral, do desenvolvimento e da aprendizagem), Educação Especial e Inclusiva e LIBRAS. Participou do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação na Psicologia Sócio-Histórica (UFPI). Participa do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares: educação, saúde e sociedade e do Grupo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinar do Centro de Estudos Superiores de Caxias (GEPICESC).

Downloads

Publicado

2021-10-16

Como Citar

SILVA, G. G. P.; E SILVA LIMA, M. R. . A NOVA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL (2020) E A DESCONSTRUÇÃO DE UMA PROPOSTA EDUCACIONAL INCLUSIVA: Os impactos conceituais e estruturais no processo de inclusão do aluno público-alvo da Educação Especial. Revista Teias de Conhecimento, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 139–160, 2021. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/teias/article/view/19650. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos