A educação no processo de ressocialização do apenado

Palavras-chave: Educação; Penitenciaria; Ressocialização.

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo qualiquantitativo exploratório que tem por objetivo analisar a evolução escolar dos alunos internos da Penitenciaria Estadual de Maringá (PEM). No que diz respeito às discussões do processo educacional constituído no interior da PEM sobre qual deva ser o papel educativo na ressocialização dos apenados entre os anos de 2006 a 2010, as análises foram feitas sob uma perspectiva histórica dialética e conclui-se que a elevação do nível escolar é essencial para que todos os apenados consigam melhores oportunidades de trabalho e inserção social após o cumprimento de sua pena.

Biografia do Autor

Rita de Cassia da Silva Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1980) e Doutorado em Filosofia e Ciências da Educação - Universidade de Santiago de Compostela (1998), revalidado pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999). Gerontóloga pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Pós Doutorado em Educação -Universidade de Santiago de Compostela (2011). Coordena o Programa da Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI) na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Atualmente é Professora Associada C da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Professora Permanente do Programa de Pós Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) na UEPG, na linha de História e Políticas Educacionais, com as disciplinas de Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Educação, Política e Sociedade, Educação Permanente e Espaços Educativos na sociedade brasileira, Teorias e Educação, Seminários de Tese. Coordenadora do Mestrado Profissional em Rede - Educação Inclusiva. Coordena a linha de Pesquisa intitulada Políticas Públicas e Educação permanente de Jovens, Adultos e idosos, É bolsista Produtividade em Pesquisa - CNPq. Coordenadora do Curso de Especialização em Gerontologia na modalidade da Educação a Distância (UAB/UEPG) Membro da Latin American Research Network on Ageing (LARNA) of the Oxford Institute of Ageing at the University of Oxford. Membro da Rede Iberoamericana de Programas Universitários para Adultos Maiores (RIPUAM). Membro Presidente da Associação Brasileira das Universidades Abertas da Terceira Idade (ABRUNATI). Membro do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso do Município de Ponta Grossa. Prêmio de Extensão Universitária (2013) pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Moção de Aplauso recebida da Câmara dos Vereadores do Município de Ponta Grossa pelos serviços prestados a sociedade pontagrossense para os idosos (2015). Título de Cidadã do Município de Ponta Grossa (2016), oferecido pela Câmara de Vereadores. Menção Honrosa (2016) pelos 25 anos da Universidade Aberta para a Terceira Idade, recebida da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Tem livros e capítulos de livros publicados versando sobre o tema educação permanente, envelhecimento, velhice, educação de jovens e adultos e políticas públicas. Possui experiência na área de Educação, atuando principalmente com os seguintes temas: educação permanente, educação de jovens e adultos, terceira idade, gerontologia, políticas públicas, universidade aberta, educação inclusiva, sociologia, fundamentos da educação e metodologia da pesquisa.
Selson Garutti, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
In Memorian. Falecido em 29/05/2020, possuia graduação em Filosofia pela Universidade do Sagrado Coração (1997), graduação em Teologia pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (1996), graduação em História pela Universidade Estadual de Maringá (2000), Especialista em Pesquisa Educacional (2003), Mestrado em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2015). Foi Professor Padrão (QPM) na disciplina de Filosofia pelo Estado do Paraná.
Publicado
2021-03-26
Seção
Artigos