A produção do conhecimento em Educação Especial no Programa de Pós-graduação em Rondônia

  • Neusa Teresinha Rocha dos Santos
  • Márcia de Fátima Barbosa Corrêa https://orcid.org/0000-0003-4727-1388
  • Claudia Aparecida Prates Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Anna Augusta Sampaio de Oliveira Universidade Estadual Paulista - UNESP
Palavras-chave: Produções. Educação Especial. Rondônia.

Resumo

Este estudo é o resultado de uma pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação da Fundação Universidade Federal de Rondônia-UNIR, com objetivo de sistematizar e analisar dissertações concluídas entre 2010 e 2016, identificando as produções sobre educação especial e os focos temáticos abordados. Para isso, como procedimentos metodológicos foi utilizada revisão bibliográfica e a pesquisa no site do PPGE-UNIR por dissertações, do período indicado, e, nestas, pelos termos educação especial, educação inclusiva, inclusão, público alvo da educação especial e atendimento educacional especializado. As categorias de análise foram: objetivo, metodologia e conclusão. Os resultados apontaram que sete dissertações fizeram menção aos termos, destas, seis na linha de pesquisa Formação de Professores e uma em Políticas e Gestão Educacional. Os estudos permeiam reflexões e problematizações sobre AEE, formação de professores, educação inclusiva e educação especial, porém considera-se que a temática é embrionária e necessita de investimentos no desenvolvimento de estudos científicos para geração de políticas públicas educacionais.

Biografia do Autor

Neusa Teresinha Rocha dos Santos
Doutorado em Educação em andamento, na Linha de Educação Especial, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, Campus Marília. Mestre em Letras pela Universidade Federal de Rondônia- UNIR. Pós- Graduação Lato Sensu em Administração e Planejamento para Docentes.Graduação em Letras pela Faculdade Cenecista de Osório- FACOS. Professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, Campus Porto Velho Calama, nos Cursos Integrados, Subsequentes e e Graduação em Licenciatura em Física e Engenharia Civil. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Filosofia e Tecnologias GET/IFRO e do Grupo de Pesquisa Deficiências Físicas e Sensoriais DefSen. Tem experiência na Graduação com as disciplinas de Língua Portuguesa, Redação e Linguagem Jurídica, Redação Técnica, Português Instrumental I e II, Análise Linguística, Leitura e Produção de Texto, Metodologia Científica, Literatura Infantil, Fundamentos e Metodologia da Língua Portuguesa, Arte na Educação e Ensino a Distância e semipresencial (EAD) e na Pós-Graduação com as disciplinas Literatura Infanto_Juvenil, Tópicos Especiais de Língua Portuguesa e Literatura Crítica e Língua Portuguesa: leitura , escrita e intertextualidade.
Márcia de Fátima Barbosa Corrêa
Doutorado em Educação em andamento na Linha de Pesquisa Educação Especial pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita
Filho” UNESP, Campus Marília. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT (2009). Especialista em Educação Especial e Infantil pelo Instituto Cuiabano de Educação-ICE. Especialista em Gestão Escolar e Educação inclusiva (com ênfase em LIBRAS) FATEC-RO. Licenciada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Mato Grosso-UNEMAT (2001). Docente de Ensino Básico Técnico e Tecnológico do IFRO Porto Velho campus Calama, desde 2012. Atuou como Coordenadora de área de gestão de processos educacionais do PIBID/IFRO (2015-2018). Docente das disciplinas de: Didática Geral, Educação Inclusiva, Legislação Educacional, Psicologia da Educação, Políticas públicas e Estágio supervisionado; Desenvolve pesquisas na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, educação inclusiva, inclusão, didática, formação de professores, planejamento educacional, currículo, gestão escolar e ensino público. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Filosofia e Tecnologias GET/IFRO e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Inclusão Social GEPIS/UNESP Marília.
Claudia Aparecida Prates, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Aluna do Doutorado em Educação do Programa de Pós Graduação em Educação, pela Universidade Estadual Paulista - UNESP, Campus de Marília. Mestra em Educação Escolar, pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR(2015). Especialista em Metodologia e Didática do Ensino Superior, pela União das Escolas Superiores de Cacoal - UNESC.(1997). Graduada em Pedagogia, com habilitação em Supervisão Escolar, pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR (1994). Pesquisadora no Grupo de Pesquisa em Linguagens - GPEL - IFRO, Câmpus Vilhena. Integrante do Grupo de Pesquisa Deficiências Físicas e Sensoriais - DefSen, na linha de pesquisa Integração e inclusão do Deficiente,na Uniiversidade Estadual Paulista - UNESP, Campus de Marília. Compõe a Equipe Multidisciplinar do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas - NAPNE, do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia - IFRO- Câmpus Vilhena. É Pedagoga no Departamento de Apoio ao Ensino no IFRO - Câmpus Vilhena.
Anna Augusta Sampaio de Oliveira, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Bolsista Produtividade - CNPQ, nível 2. Professora Adjunta da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), na graduação e pós-graduação. Pós-doutora em Educação (USP), Livre-docente em Educação Especial (UNESP), Doutora em Educação (UNESP), Mestre em Educação Especial (UFSCar), Pedagoga com habilitação em Educação Especial, área da deficiência visual (USP). Membro titular do Conselho Executivo do Instituto de Educação e Pesquisa em Práticas Pedagógicas (IEP³) da Unesp. Líder do Grupo de Pesquisa em Inclusão Social (GEPIS\CNPq). Possui publicação regular de livros, capítulos e artigos científicos, nacionais e internacionais sobre temas de sua área. Em 2018 lançou o livro Conhecimento Escolar e Deficiência Intelectual: dados da realidade e organizou dois livros em parceria: Educação Especial e Inclusiva: contornos contemporâneos em Educação e Saúde e Formação de Professores e Práticas Educacionais Inclusivas. Publicou vários outros, como, Um diálogo esquecido: a vez e a voz de adolescentes com deficiência, com várias reedições, Avaliação pedagógica: foco na deficiência intelectual numa perspectiva Inclusiva, e Plano de Desenvolvimento Individual e o Atendimento Educacional Especializado, em coautoria e ambos publicados pela Editora da Unesp. Organizou em parceria o livro: Inclusão escolar: as contribuições da educação especial, Prácticas Pedagógicas en Educación Especial: hacia una Escuela Inclusiva, publicado pela Editora da Universidad de Alcalá – Espanha. Destaca-se a idealização e elaboração do Referencial de Avaliação da Aprendizagem na área da deficiência intelectual, para o Ensino Fundamental, ciclos 1 e 2 e para a Educação de Jovens e Adultos – EJA (RAADI ciclo I, ciclo II e EJA) e acompanhou a aplicação do RAADI-ciclo I na Rede de Ensino do Município de São Paulo. Em 2018, trabalhou na revisão do RAADI com base no Currículo da Cidade de São Paulo e prestou assessoria junto à Divisão de Educação de São Paulo, desenvolvendo diversas atividades, como: leitora crítica do Currículo da Cidade de São Paulo, concepção e elaboração de texto introdutório do Currículo da Cidade – Tecnologias para a aprendizagem, análise e proposição de alterações no Decreto Nº 57.379\2016 e Portaria Nº 8.764\2016, mapeamento das dificuldades e encaminhamento das ações de Educação Especial do Município, formação continuada de professores especializados e coordenadores do Centro de Formação e Acompanhamento à Inclusão (CEFAI), elaboração de proposta de formação para Sala de Recursos Multifuncionais de Referência na área da Deficiência Auditiva\Surdez, e na área da Deficiência Visual, produção de material didático e elaboração do Documento Orientador para o Atendimento Educacional Especializado, a ser publicado em 2019. Em termos de gestão acadêmica foi indicada em 2016 como o terceiro nome em ordem de sucessão para substituir a direção da Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC\Unesp), exerceu por quatro anos a função de vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da FFC, quando o programa alcançou o conceito 6 pela CAPES. Tem experiência na coordenação de cursos de especialização, em parceria com a Secretaria Municipal e Estadual de Educação de São Paulo, nas modalidades presencial e semipresencial, com o uso dos recursos do Ensino a Distância (EaD), na área da Educação Especial. Coordenou um projeto internacional e interinstitucional envolvendo a Universidade de Havana (Cuba), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) e a Unesp.
Publicado
2020-12-13
Seção
Artigos