‘Tá monstrão’! A construção da masculinidade em uma academia de musculação

Resumo

Nesta investigação assumimos o objetivo de compreender qual representação de masculinidade é produzida por um atleta fisiculturista por meio da prática da musculação e as relações por ele estabelecidas com seu corpo. No estudo de caso de abordagem qualitativa, em uma academia localizada em município do interior do estado de São Paulo, utilizamos os seguintes procedimentos: observação participante, diário de campo e entrevistas semiestruturadas. Evidenciamos que a masculinidade, como construção sociocultural, remete a um projeto de vida instituído na infância, bem como que a prática da musculação estabelece relações hierárquicas em uma tentativa hiperbólica de estabelecer a superioridade de um corpo sobre outros.

Publicado
2021-10-07
Seção
Artigos / Articles/ Artículos