O Protagonismo invisibilizado da mulher na floresta Amazônica-Acreana

Resumo

Esta pesquisa busca evidenciar a atuação feminina na construção do espaço amazônico, mais precisamente no Estado do Acre. Para o desenvolvimento da pesquisa e obtenção das informações, contou-­se com pesquisa bibliográfica para as bases teóricas acerca das relações espaciais e gênero na Amazônia, bem como pesquisa participante, que proporcionou vivenciar as relações no seio do espaço das participantes e assim poder compreender as questões contidas na subjetividade das mulheres envolvidas na pesquisa. Após análise das informações, salienta-­se que a invisibilização da atuação feminina se trata de uma construção social e que está sendo alvo de reivindicações para que ocorra uma ruptura nos ditos e escritos e que setenha o reconhecimento da igualdade social da mulher enquanto sujeito partícipe no processo de formação espacial da Amazônia­-acreana.Palavras-­Chave: Gênero; Invisibilidade; Floresta; Amazônia­-Acreana; Ruptura.

Biografia do Autor

Suzanna Dourado da Silva, Universidade Federal de Rondônia
Bacharela em Administração. Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Geografia (PPGG) da Universidade Federal de Rondônia – UNIR e  Doutoranda do PPGG/UNIR. Pesquisadora do Grupo  Pesquisas Geografia, Natureza e Territorialidades Humanas - GENTEH/UNIR. 
Adnilson de Almeida Silva, Universidade Federal de Rondônia - UNIR
Licenciado e Mestre em Geografia/PPGG-UNIR. Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Pós-Doutor em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Docente do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Geografia da Universidade Federal de Rondônia - PPGG/UNIR. Pesquisador do Grupo de Pesquisas Geografia, Natureza e Territorialidades  Humanas - GENTEH/UNIR.
Publicado
2020-09-11
Seção
Artigos / Articles/ Artículos