"E não há poder, nem cá na terra, nem no próprio inferno, que me vão afastar do meu posto de defesa": conflitos políticos, religiosos e educacionais no Distrito de Dois Irmãos (Município de São Leopoldo/RS, 1902-1942)

  • Rodrigo Luis dos Santos Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Resumo

Nosso objetivo neste trabalho, através da análise de conflitos envolvendo padres católicos, pastores protestantes, professores e autoridades públicas, é evidenciar as disputas de poder e busca pela consolidação de espaço político, no cenário do Rio Grande do Sul das primeiras quatro décadas do século XX. Neste sentido, política, religião e educação foram uma tríade praticamente indissociável, envolvendo múltiplos atores, em uma dimensão que envolve contextos locais que relacionavam-se com conjunturas mais amplas, em nível estadual e nacional. Como laboratório, escolhemos o então distrito de Dois Irmãos, pertencente ao Município de São Leopoldo, cujo recorte cronológico compreende o período entre 1902, nos primeiros anos da fase republicana brasileira, e 1942, já no regime ditatorial do Estado Novo.

Biografia do Autor

Rodrigo Luis dos Santos, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
Doutorando em História (bolsista PROSUC/CAPES) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Possui mestrado em História (bolsista FAPERGS/CAPES) (2016) e graduação em Licenciatura Plena em História (2013) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Foi docente dos Cursos de Graduação em Licenciatura em História, Geografia e Pedagogia do Instituto Superior de Educação Ivoti (ISEI), além de ser membro da Equipe Editorial da Revista Acadêmica Licencia&acturas (2016-2018). É membro e atual presidente (Gestões 2015-2017 e 2017-2019) da Associação Nacional de Pesquisadores da História das Comunidades Teuto-Brasileiras (ANPHCTB) e sócio da Associação Nacional de História - Seção Rio Grande do Sul (ANPUH-RS), onde integra o Conselho Fiscal (Gestão 2018-2020) e atua como vice-coordenador do Grupo de Trabalho (GT) Estudos Étnicos e Migrações (Coordenação 2017-2019). É membro da Equipe Editorial da Revista Sillogés, vinculada ao GT Acervos: História, Memória e Patrimônio da ANPUH-RS, assim como da Revista Latino-Americana de História, periódico discente do Programa de Pós-graduação em História da UNISINOS. Associado e membro da Diretoria (Tesoureiro/Gestão 2018-2020) do Instituto Histórico de São Leopoldo (IHSL). Foi integrante do Fórum Setorial de Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Bom e conselheiro titular no Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (2016-2018). Atuou como historiador voluntário e coordenador de estágios (2013-2016) do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo. Tem experiência como professor de Ensino Fundamental e Médio. Integrante, na qualidade de pesquisador, dos grupos de pesquisa (CNPq) Núcleo de Estudos de História da Imigração (NEHI), na linha de pesquisa Espaço, Economia e Sociedade, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade de Passo Fundo (UPF) e Instituições, Ordenamento Territorial e Políticas Públicas para o Desenvolvimento Regional, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional das Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT).Tem interesse e atua nos seguintes temas: imigração e sua contextualização social e política; Brasil e Rio Grande do Sul republicano (Primeira República e Período Vargas); Estado Novo, nacionalismo e ações de nacionalização; patrimônio, museus e acervos documentais e históricos; história da educação; ensino de História e uso de fontes audiovisuais e impressas em sala de aula. 
Publicado
2020-12-02