Um mate para os alemães! Aproximações entre o governo Borges de Medeiros do Rio Grande do Sul e a Alemanha no comércio de erva-mate – 1913-14

João Carlos Tedesco, Giovani Balbinot

Resumo


Analisamos como o coronel e intendente de São Leopoldo Guilherme Gaelzer Netto empreendeu prolongada viagem, entre 1913 e 1914, à Alemanha e à Áustria-Hungria estabelecendo contatos comerciais e promovendo uma série de conferências sobre o Brasil e o Rio Grande do Sul. Através de documentação (correspondências) entre o comerciante e o governador, bem como notícias de jornais, concluímos que o governo Borges de Medeiros e o coronel buscavam utilizar os laços étnico-culturais entre os imigrantes teuto-brasileiros e o Império Alemão objetivando introduzir o consumo de erva-mate no continente europeu, especialmente entre alemães e austríacos, em um experimento que se tornaria o Escritório de Propaganda e Expansão Comercial Brasil-Alemanha, entre 1936 e 1959.


Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia