“Novas” formas e modelos de governança e a gestão da educação e da escola: materializações, tendências e direcionamentos evidenciados nas teses de pesquisadores (as) brasileiros (as)

Resumo

Este artigo tem por objetivo traçar o estado do conhecimento acerca da gestão da educação e da escola, a partir dos marcos da reforma neoliberal, destacados nas pesquisas acadêmicas em nível de doutorado (teses) produzidas por pesquisadores (as) brasileiros (as). Para tanto, recorremos à análise do resumo de 25 teses, coletadas na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Para a interpretação dos dados, utilizamos as técnicas da Análise de Conteúdo propostas por Bardin (2016). As pesquisas apontam que a gestão da educação e da escola passou por transformações com a adoção de “novas” formas e modelos de governança, princípios do gerencialismo e da nova gestão pública, assumindo feições empresariais. Evidenciou-se a atuação de atores privados, do terceiro setor e do setor estatal por meio de diferentes arranjos e combinações na formulação, condução e execução das políticas, gestão e oferta da educação. Denota-se que há um esvaziamento da concepção de gestão democrática impressa na legislação brasileira. As teses coadunam com a literatura da temática, apresentando uma leitura crítica e atual, todavia há lacunas no que diz respeito ao amplo panorama e às transformações e pautas recentes evidenciadas no contexto brasileiro. Palavras-chave: Estado do conhecimento. Políticas Educacionais. Gestão da educação e da escola.  Governança.

Biografia do Autor

Janete Palú, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Linha de Políticas Educacionais. Possui mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Chapecó-SC, turma 2017/2, na linha de Políticas Educacionais. Membro do Grupo de Pesquisa em Gestão e Inovação Educacional (GPEGIE) da UFFS/Campus Chapecó e do Grupo de Pesquisa "Políticas e Gestão da Educação" da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Possui graduação em História pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ-2002). Especialização em Ciências Sociais: História e Geografia - Faculdade de Itapiranga (FAI-2003). Especialização em Educação na Diversidade com Ênfase na Educação de Jovens e Adultos - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC-2013). Especialização em Educação na Cultura Digital- Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC-2016). É professora de história (20 horas) da Rede Estadual de Ensino do Estado de Santa Catarina e Assistente Técnica Pedagógica (40 horas- afastada para cursar Pós-Graduação-doutorado). Atuou de 2006 a 2015 na coordenação pedagógica do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) em 07 municípios da região extremo oeste catarinense. Entre os anos de 2015 a 2020 atuou no Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE) da Supervisão Regional de Educação de São Miguel do Oeste (40 horas), como multiplicadora e formadora na área de tecnologias educacionais. De 2016 a 2018 coordenou o Curso para Gestores Escolares que teve como público alvo os gestores das escolas públicas estaduais e conselheiros escolares da regional de São Miguel do Oeste) É associada a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) e Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE).
Ângelo Ricardo de Souza, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Possui graduação em Educação Física pela PUCPR (1991), mestrado (2001) e doutorado (2007) em Educação: História, Política, Sociedade pela PUC-SP. Realizou estágio pós-doutoral na University of Bristol (Inglaterra) e estágio sênior de pesquisa na Università degli Studi di Trento (Itália). Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Paraná, onde atua no Núcleo de Políticas Educacionais e no Programa de Pós-Graduação em Educação. É Coordenador Adjunto da Área de Educação na CAPES. Foi Diretor de Pesquisa da Associação Nacional de Política e Administração da Educação - ANPAE (2015-2019); foi editor do Jornal de Políticas Educacionais (2007-2018) e da Educar em Revista (2018); foi coordenador da região Sul do Fórum de Editores de Periódicos na área da Educação (FEPAE-Sul) (2016-2018). Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação (2008-2010); Chefe do Departamento de Planejamento e Administração Escolar (2001-2003); Coordenador do Curso de Graduação em Pedagogia (2012-2014) da UFPR. Atuou por vários anos na educação básica como docente e como diretor de escola pública. Tem experiência nas áreas de Políticas, Gestão e Financiamento da Educação.
Publicado
2021-02-24
Edição
Seção
Artículos