A formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional: revisão de literatura

  • Andréa de Paula Pires Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG, Brasil

Resumo

Resumo: O artigo apresenta uma revisão de literatura sobre a formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional. Foram localizados seis trabalhos relacionados à tematica (TELLO, 2015; 2017; GOROSTIAGA, 2017; DALPIAZ, 2017; MAINARDES; STREMEL, 2017; 2019). A revisão evidenciou que o processo de formação para a pesquisa em Política Educacional é ainda escassa, visto que se trata de um campo de pesquisa recente e ainda pouco explorado. No entanto, os textos encontrados discutem importantes elementos sobre a temática. Sublinha-se que se trata de um tema importante, uma vez que a formação de pesquisadores está associada ao futuro do campo e a sua consolidação. Constata-se que os trabalhos incluídos na revisão apresentam uma convergência nos discursos sobre a temática, principalmente, no que se refere à importância do processo de ensino e aprendizagem na formação do pesquisador para o campo da Política Educacional, bem como das questões de natureza teórico-epistemológica, com ênfase nas epistemologias da Política Educacional.   Palavras-chave: Revisão de Literatura. Formação de Pesquisadores. Política Educacional.

Referências

ABREU, R. M. de A.; LIMA JUNIOR, A. S. A formação do pesquisador e a Pós-Graduação em Educação no Brasil. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, v. 21, n. 1, p. 89-101, jan./abr. 2016. DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v21n1a2932

ALVES, V. M. Formação e trabalho de pesquisadores em educação: um estudo dos processos de institucionalização da pesquisa em IES “emergentes”. 2008. 308 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

BERNSTEIN, B. Pedagogía, control simbólico e identidad. Madri: Ediciones Morata, 1998.

BIANCHETTI, L.; VALLE, I. R. Produtivismo acadêmico e decorrências às condições de vida/trabalho de pesquisadores brasileiros e europeus. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 82, p. 89-110, jan./mar. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362014000100005

BONALS, L. P.; ARENS, A. G. L.; TRUJILO, A. R. P. La política educativa: un componente necesario en la formación de docentes que investigan sobre su práctica. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-21.

BOURDIEU, P. El ofício de científico. Ciência de La ciencia y reflexividade. Barcelona: Anagrama, 2003.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

CASTIONI, R. Formação de pesquisadores em educação no Brasil, o papel das agências e a educação básica. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 24, n. 90, p. 199-224, jan./mar. 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362016000100009

COSTA, A. de C.; MURANAKA, M. A. S.; BORGHI, R. F. A contribuição da disciplina PEB à formação de professores do ensino básico: estudo do caso das licenciaturas em uma Universidade Estadual. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-24.

CRISTOFOLI, M. S. O estudo da política educacional como componente curricular dos cursos de formação de professores nas universidades públicas. Políticas Educativas, Porto Alegre, v. 8, n. 2, p. 1-15, 2015.

DALPIAZ. L. H. Formação do pesquisador: Singularidade do sujeito e problematização de políticas públicas educativas. In: ALMEIDA, M de L. P. de. (Org.). Produção do conhecimento científico e formação do pesquisador na América Latina. Campinas: Mercado de Letras, 2017. p. 247-270.

DUARTE, N. A. Pesquisa e a formação de intelectuais críticos na Pós-graduação em Educação. Perspectiva, Florianópolis, v. 24, n. 1, p. 89-110, jan./jun. 2006. DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

FERNÁNDEZ FASTUCA, L. Pedagogía de la formación doctoral. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Editorial Teseo; Universidad Abierta Interamericana, 2018.

FERRADA, D.; VILLENA, A.; DEL PINO, M. ¿Hay que formar a los docentes en políticas educativas?. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 48, n. 167, p. 254-279, jan./mar. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/198053144740

FERREIRA, N. S. C.; PACHECO, J. A. As políticas de formação de pesquisadores: análise comparativa (Portugal-Brasil) em contextos de programas de pós-graduação. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 17, n. 65, p. 719-728, out./dez. 2009. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-4036200900040000

FLACH, S.; MASSON, G. A disciplina de Política Educacional em cursos de formação de professores. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 15, n. 33, p. 181-199, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.22196/rp.v16i33.2850

FLACH, S.; MASSON, G. A disciplina de Política Educacional em cursos de formação de professores. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015a. p. 1-18.

FOLETTO, D. S.; ISAIA, S. M. A. O estado da arte sobre a formação de pesquisadores no espaço grupal. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 25, n. 3, p. 339-358, set./dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rea.v25i3.9505

FREITAS, M. F. Q. de; SOUZA, J. Formação em pesquisa na Pós-Graduação: possibilidades e desafios a partir da orientação. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, v. 34, n. 71, p. 125-141, set./out. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.62650

GATTI, B. A. Implicações e perspectivas da pesquisa educacional no Brasil contemporâneo. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 113, p. 65-81, jul. 2001. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742001000200004

GIOVINE, R. El oficio de enseñar política educativa: desplazamientos políticos y epistemológicos en los programas de formación docente universitaria en Argentina. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 1, n. 2, p. 451-476, jul./dez. 2016.

GOROSTIAGA, J. M. La formación de investigadores en el campo de la política educativa: una mirada regional. Revista de la Educación Superior, México, v. 46, n. 183, jul./sep. 2017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.resu.2017.06.001

GUIMARÃES-IOSIF, R. G.; LIMEIRA, L. C.; SANTOS, A. V. dos. O ensino de Política e Gestão Educacional nos cursos de licenciatura. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 13, n. 1, p. 85-106, jan./abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/PraxEduc.v.13i1.0005

HOSTINS, R. C. L. Formação de pesquisadores em programas de excelência de pós-graduação em educação. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 53, p. 415-434, abr./jun. 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782013000200010

HOSTINS, R. C. L. Formação de pesquisadores na Pós-Graduação em Educação: embates ontológicos e epistemológicos. 2006. 175 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

LOPES, A.; MENEZES, I. A construção de si como investigador: reflexões sobre os processos de formação pós-graduada. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 71, p. 103-124, set./out. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.62649

MAINARDES, J. A formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional. Projeto apresentado ao CNPq - Chamada Universal CNPq nº 28/2018. Processo nº 407156/2018-6. Ponta Grossa: UEPG, 2018.

MAINARDES, J.; STREMEL, S. Aspectos da formação do pesquisador em Política Educacional na Pós-Graduação no Brasil. In: CONGRESO LATINOAMERICANO Y CARIBEÑO DE CIENCIAS SOCIALES, 4., 2017, Salamanca. Anais... Salamanca: Universidad de Salamanca, 2017. p. 1-23.

MAINARDES, J.; STREMEL, S. Aspectos da formação do pesquisador para o campo da Política Educacional na Pós-Graduação no Brasil. Educação & Sociedade, Campinas, v. 40, p. 1-20, abr. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/es0101-73302019203826

MAINARDES, J.; STREMEL, S.; ROSA, G. L. R. A pesquisa sobre a disciplina política educacional no Brasil: situação e perspectivas. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Goiânia, v. 33, n. 2, p. 287-307, maio/ago. 2017. DOI: https://doi.org/10.21573/vol33n22017.71495

MANCEBO, M. E. La enseñanza de Política Educativa en Uruguay: ¿acumulación incipiente o rezago?. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 2, p. 1-15, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/retepe.v.2.014

MARTIGNONI, L. La enseñanza de la política educativa en la formación docente el caso de la carrera de Geografía. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-13.

MÁS ROCHA, E.; LIZZIO, G.; GIMÉNEZ, P. Leer, escribir y producir conocimiento en un programa de política educacional. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 2, p. 1-15, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/retepe.v.2.004

MENDES, V. O estudo da política educacional nos cursos de licenciatura de uma instituição federal de ensino superior. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-21.

MENDES, V. O interesse pelo estudo da Política Educacional no processo de formação do professor. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 3, p. 1-17, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/retepe.v.3.012

MIRANDA, E. ¿Investigadores y/o técnicos en política educativa? El dilema de origen. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 1, n. 2, p. 430-450, jul./dez. 2016.

MOREIRA, L. P.; IULIANELLI, J. A. S. Formação docente e ensino de política educacional em instituições de educação superior do Rio de Janeiro. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 25, n. 97, p. 854-873, out/dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362017002500857

MORENO BAYARDO, M. G. Potenciar la educación. Um currículum transversal de formación para la investigación. Revista Electrónica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio em Educación, v. 3, n. 1, p. 520-540, 2005.

NASCIMENTO, A. D. Formação em pesquisa na Pós-Graduação: práticas e desafios. A formação do pesquisador em Educação na Universidade do Estado da Bahia. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, v. 34, n. 71, p. 19-33, set./out. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.62550

NEUENFELDT, M. C.; ISAIA S. M. de A. Pós-Graduação e Pós-Graduação em Educação no Brasil: um breve histórico. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, n. 24, p. 85-95, jun. 2008.

PERÃO, G. M. M.; LIMA, M. F. A disciplina de Política Educacional nos cursos de Pedagogia: um estudo preliminar. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 2, p. 1-14, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/retepe.v.2.017

PESSANHA, E. C. Pesquisa e formação de pesquisadores em educação no Centro-Oeste – tendências e perspectivas. Série-Estudos - Periódico do Mestrado em Educação da UCDB, Campo Grande, n. 20, p. 13-26, jul./dez. 2005. DOI: http://dx.doi.org/10.20435/serie-estudos.v0i20.422

PINTO, N. B.; MARTINS, P. L. O. Práticas de formação de pesquisadores da educação. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 9, n. 26, p. 103-118, jan./abr. 2009. DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v9i26.3676

PRONKO, M. A. Desafios teórico-metodológicos para o ensino de políticas educacionais na perspectiva do materialismo histórico. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos em Política Educativa, v. 1, n. 2, p. 1-17, jul./dez. 2016.

QUIANÉ, L. M. J.; LÓPEZ, V. M. S. El estudio de la política educativa en la maestria em educación básica de la universidad pedagógica nacional-México: un relato reflexivo y crítico desde sus origenes, diseño y operación. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-19.

RAMOS, M. Y.; VELHO, L. Formação de doutores no Brasil: o esgotamento do modelo vigente frente aos desafios colocados pela emergência do sistema global de ciência. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), Sorocaba, v. 18, n. 1, p. 219-246, mar. 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772013000100012

ROMERO, S. A.; GARCÍA, M. G. Sentidos y desafíos de enseñar política educativa em la formación docente. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-15.

ROSA, G. L. R. A disciplina política educacional no Curso de Pedagogia e Licenciaturas da Universidade Estadual de Ponta Grossa. 2016. 70 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Pedagogia) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2016.

ROSA, G. L. R. A disciplina Política Educacional: a relação com o objeto de estudo do campo e sua contribuição na formação do pesquisador em políticas educacionais. Teoria e Prática da Educação, Maringá, v. 21, n. 2, p. 85-100, maio/ago. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtpe.v21i2.45385

ROSA, G. L. R. A Política Educacional como disciplina: revisão de literatura. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, Ponta Grossa, v. 4, p. 1-18, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5212/retepe.v.4.013

GAMBOA S. S. Pesquisa em Educação: métodos e epistemologias. 2. ed. Chapecó: Argos, 2012.

SARTURI, R. C. et al. Descobertas e movimentos investigativos no campo educacional: autoprodução do sujeito pesquisador. In: ALMEIDA, M. de L. P. de. (Org.). Produção do conhecimento científico e formação do pesquisador na América Latina. Campinas: Mercado de Letras, 2017. p. 203-212.

SAVIANI, D. Doutoramento em Educação: significado e perspectivas. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 7, n. 21, p. 181-197, maio/ago. 2007. DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v7i21.4591

SCHLESENER, A. H. Observações sobre a formação do pesquisador em educação: questão do método. In: ALMEIDA, M. de L. P. de. (Org.). Produção do conhecimento científico e formação do pesquisador na América Latina. Campinas: Mercado de Letras, 2017. p. 271-284.

SEVERINO, A. J. Pós-Graduação e pesquisa: o processo de produção e de sistematização do conhecimento. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 9, n. 26, p. 13-27, jan./abr. 2009. DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v9i26.3640

STREMEL, S.; MAINARDES, J. A disciplina Política Educacional em Cursos de Pedagogia no Brasil: primeiras aproximações. Jornal de Políticas Educacionais, v. 9, p. 137-155, 2015a. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v9i17/18.41885

STREMEL, S.; MAINARDES, J. Reflexões iniciais sobre a disciplina Política Educacional em cursos de Pedagogia no Brasil. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015b. p. 1-25.

STREMEL, S. A constituição do campo acadêmico da Política Educacional no Brasil. 2016. 315 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2016.

TEIXEIRA, J. C.; ZANOTELI, E. J.; CARRIERI, A. de P. A importância dos clássicos na formação do pesquisador: o que nos diz os conceitos de socialização, identificação e campo intelectual como campo de poder. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 16, n. 38, p. 154-171, abr. 2014. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2014v16n38p154

TEIXEIRA, L. A.; PASSOS, M. M.; ARRUDA, S. M. A formação de pesquisadores em um grupo de pesquisa em Educação em Ciências e Matemática. Ciência & Educação, Bauru, v. 21, n. 2, p. 525-541, abr./jun. 2015.

TELLO, C. La enseñanza de la Política Educativa y la formación de investigadores en el campo. Entre las matrices históricas y la episteme de época. Revista de Educação Pública. Cuiabá, v. 24, n. 55, p. 125-151, jan./abr. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.29286/rep.v24i55.2169

TELLO, C. Reflexiones sobre la enseñanza de la política educativa y la formación de investigadores en el campo. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 17, n. 53, p. 1017-1050, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.17.053.AO15

VIEIRA, R. de A. Continuidade-ruptura: processo dialético de formação do pesquisador em educação. Acta Scientiarum Human and Social Sciences, Maringá, v. 32, n. 1, p. 39-46, 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihumansoc.v32i1.6850

VISACOVSKY, N. ¿Cómo enseñar política educativa desde un bordaje interdisciplinar?. In: ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE PROFESSORES DE POLÍTICA EDUCATIVA, 1., 2015, Guarulhos. Anais... Guarulhos: UNIFESP, 2015. p. 1-12.

ZANELLA, A. V. Atividade criadora, produção de conhecimentos e formação de pesquisadores: algumas reflexões. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 135-145, 2004. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822004000100011

Publicado
2019-07-18
Edição
Seção
Ensino de Política Educacional e formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional