DETERMINAÇÃO DA ASSERTIVIDADE DE AGENTES MANCHANTES UTILIZADOS NA ANÁLISE DA POROSIDADE SUPERFICIAL APARENTE EM PORCELANATOS POLIDOS

  • Clarise Possamai Disner UNISATC
  • Carolina Resmini Melo Marques UNISATC
  • Vanessa Baldo DURATEX
  • Aline Resmini Melo Faculdade Satc

Resumo

O estudo de manchamento dos porcelanatos, principalmente os polidos, é algo constante na indústria cerâmica, pois implica diretamente na qualidade final do produto e de forma extremamente negativa quando essa característica é manifestada. Nos porcelanatos polidos, essa garantia no processo se dá pelo controle da porosidade aparente que é aberta após o polimento da peça cerâmica. Tendo essa premissa em vista, o presente estudo buscou delimitar, através de um procedimento experimental, oriundo da NBR 13818:97 Anexo G, quais os melhores agentes manchantes para a determinação da porosidade aparente em porcelanatos polidos. Foram elencadas duas amostras de porcelanatos diferindo a sua cor de fundo e 9 agentes manchantes para o estudo da sua interatividade através de ensaio de manchamento. Conforme literatura, foi comprovado que os agentes penetrantes são os mais eficazes para essa finalidade, sendo o Nugget® e o pincel para quadro branco os mais efetivos na condição do estudo. Ambos apresentaram uma impregnação não passível de remoção, possibilitando a identificação da porosidade e observações pertinentes ao estudo.
Publicado
2021-04-22
Seção
Artigos