A CAPACIDADE DE AUTODEPURAÇÃO DO RIBEIRÃO DO ABREU A PARTIR DO MODELO MATEMÁTICO DE STREETER-PHELPS NO MUNICÍPIO DE TAGUATINGA – TO: UM ESTUDO DE CASO

  • Gabriel Antonio Ribeiro Souza Universidade Federal do Tocantins
  • Trajano Machado Gontijo Neto Universidade Federal do Tocantins
  • Matheus Felipe Foggia Albernaz Universidade Federal do Tocantins
  • Marcelo Mendes Pedroza Universidade Federal do Tocantins
  • Giulliano Guimarães e Silva Universidade Federal do Tocantins

Resumo

No presente trabalho foi utilizado o modelo matemático de Streeter-Phelps para a quantificação da capacidade de autodepuração do Ribeirão do Abreu, localizado no Município de Taguatinga – TO, a partir de cenários de tratamento de efluentes domésticos comumente utilizados no Brasil. Levando em consideração as características utilizadas pelo modelo, foram analisados os parâmetros físico-químicos e microbiológicos do Ribeirão do Abreu. Além disso, foram aferidos dados referentes a características físicas do manancial, como profundidade, largura e velocidade. A partir dos resultados obtidos foi possível chegar as seguintes conclusões: a) A utilização do modelo de Streeter-Phelps se mostrou consistente para auxiliar na concessão ou não de outorgas para lançamento de efluentes b) A partir da análise gráfica, é possível observar a existência de uma relação linear entre a vazão do manancial necessária para neutralizar a carga orgânica, com as concentrações de matéria orgânicas lançadas no corpo aquático c) Não é possível afirmar que o Ribeirão do Abreu retomará as suas características a montante do ponto de lançamento, em decorrência da presença de hormônios e fármacos. Substâncias que não são removidas por sistemas de tratamento convencionais d) Mesmo para o período de estiagem, a vazão do Ribeirão é capaz de autodepurar a matéria orgânica para qualquer cenário simulado, sem que haja comprometimento permanente dos níveis de Oxigênio Dissolvido abaixo do mínimo permitido pela Resolução CONAMA nº 357/05, para águas doces de Classe 2. Palavras-chave: Modelo matemático, autodepuração, Streeter-Phelp, parâmetros, características.
Publicado
2021-04-14
Seção
Artigos