CONCRETO PERMEÁVEL COM A UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL COMO AGREGADO

  • Bruno Borges Universidade Salesiana de São Paulo
  • Vinícius José Lopes Fernandes Unisal
  • Wallace da Cruz Unisal
  • Dener Altheman dos Santos Unisal

Resumo

Buscando colaborar com a redução do escoamento superficial, manejo das águas pluviais e um melhor aproveitamento e destinação dos resíduos, essa pesquisa elaborou um estudo de composição de concreto permeável para pavimentação urbana de tráfego leve, propondo a substituição do agregado graúdo natural pelo agregado proveniente de resíduos sólidos da construção civil. As composições elaboradas levaram em conta uma composição com agregados graúdos naturais, denominada composição de referência, e composições com substituições parciais de 10%, 20% e 30% do agregado graúdo natural pelo reciclado, todos utilizando uma relação de água cimento (a/c) de 0,25. Foram realizados os seguintes ensaios para a caracterização dos agregados graúdos; granulometria, massa específica, índice de absorção e determinação do teor de material pulverulento. Para a determinação dos parâmetros que caracterizam o concreto permeável, foram realizados os ensaios; resistência à compressão, tração na flexão e coeficiente de permeabilidade. O ensaio de resistência à compressão, obteve resultados na faixa de 2,90 a 10,56 MPa, sendo que o traço com substituição do agregado natural em 10%, apresentou valores superiores de resistência frente aos demais. O ensaio de tração na flexão, obteve resultados na faixa de 1,06 a 2,03 MPa, onde o traço com 20% de substituição do agregado natural obteve o melhor resultado, atendendo parcialmente a NBR 16416 (ABNT, 2015). Já para o ensaio de permeabilidade, todos concretos foram enquadrados como sendo altamente permeáveis e atenderam a referida norma. O traço com substituição de 30% do agregado natural apresentou valores superiores de permeabilidade, porém, com baixa resistência mecânica.
Publicado
2021-04-22
Seção
Artigos