AVALIAÇÃO AMBIENTAL DOS RECURSOS HÍDRICOS SUPERFICIAIS E SUBTERRÂNEOS DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DIRETA DO ATERRO SANITÁRIO DE PALMAS, TO

  • Marcel Sousa Marques Universidade Federal do Espirito Santo - UFES
  • Marcelo Mendes Pedroza Instituto Federal do Tocantins - IFTO
  • Aurélio Pêssoa Picanço Universidade Federal do Tocantins – UFT
  • João Evangelista Marques Soares Prefeitura Municipal de Palmas – TO
  • Camila Ribeiro Rodrigues Universidade Federal do Tocantins – UFT

Resumo

Este artigo apresenta a avaliação ambiental dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos da área de influência direta do Aterro Sanitário de Palmas, estado de Tocantins. As amostras de água foram coletadas nos poços de monitoramento instalados no aterro, seguindo as normas e legislações ambientais vigentes para o monitoramento ambiental de Aterros Sanitários. São apresentados os resultados obtidos para os parâmetros pH, temperatura, sólidos totais, sólidos suspensos e voláteis, turbidez, alcalinidade, gás arsênio dissolvido no meio líquido, cianetos, bem como os metais: bário, cádmio, chumbo, cobre, cromo, ferro, mercúrio e níquel, realizados em ambas as amostras de águas superficiais e subterrâneas. Os resultados obtidos por meio da avaliação ambiental no sistema de monitoramento dos recursos hídricos e superficiais na área de influência direta do Aterro Sanitário de Palmas - TO, permitiram a análise de cada parâmetro em função do sistema de contenção da contaminação gerada pelo uso da área como aterro de resíduos sólidos, bem como, nas características naturais do aquífero freático sob a área de influência do Aterro Sanitário. Conclui-se assim, com a realização da presente avaliação que as águas superficiais e o aquífero freático na área de influência direta do Aterro Sanitário de Palmas - TO não apresentam poluição e/ou contaminação decorrentes do uso atual da área como Aterro de Resíduos Sólidos Urbanos.

Biografia do Autor

Marcel Sousa Marques, Universidade Federal do Espirito Santo - UFES
Mestre em Engenharia Ambiental (Área de Concentração: Controle e Monitoramento Ambiental) pela Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT), Graduado em Engenharia Ambiental pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Goiano (IFGoiano), Campus Rio Verde. Bolsista do Programa Institucional de Iniciação Científica (IFGoiano/CNPq) nas áreas de Geomática aplicada na Gestão de Recursos Hídricos (2012-2013, 2013-2014), Geomática aplicada na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (2014-2015) e, Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (2015-2016, 2016-2017). Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Saneamento Ambiental atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão de Recursos Hídricos, Remediação de Áreas Degradadas, Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos e Planejamento Ambiental Estratégico. 
Publicado
2021-01-20
Seção
Artigos