ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICA DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS RESIDENCIAIS EM DIFERENTES REGIÕES DO BRASIL

  • Leandra Altoé Universidade Federal do Espírito Santo
  • Luísa Garcia Elias Ribeiro Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

O Brasil recebe altos níveis de radiação solar em seu território, porém, o aproveitamento da energia solar no país é incipiente quando comparado à China, Estados Unidos e vários países europeus. Neste contexto, objetivou-se com este trabalho analisar a viabilidade econômica de sistemas solares fotovoltaicos em diferentes regiões brasileiras. Para isto, foram avaliados indicadores econômicos de sistemas fotovoltaicos para atender ao consumo de energia elétrica de uma residência típica brasileira, considerando condições de irradiação solar e tarifas de energia elétrica das 26 capitais. Entre os resultados encontrados, obteve-se um valor presente líquido médio de R$ 94.070,21 com coeficiente de variação de 10,1% e um tempo de retorno de capital médio de 5,8 anos com coeficiente de variação de 12,7% para os casos estudados. Rio de Janeiro/RJ foi a capital que apresentou melhores indicadores econômicos, enquanto São Paulo/SP, foi a capital que apresentou os piores indicadores, porém, ainda viável. Verificou-se que o preço da tarifa de energia elétrica teve maior impacto que a irradiação solar no cálculo dos indicadores econômicos do sistema fotovoltaico para as cidades analisadas. Por fim, ressalta-se que é importante a adoção de políticas públicas de incentivo à energia solar mais progressistas, como feito por diversos países, para promover a difusão desta tecnologia no Brasil.
Publicado
2020-12-31
Seção
Artigos