CORRELAÇÃO ENTRE EMISSÃO DE CO2 E PARÂMETROS DE PROJETO ESTRUTURAL PARA UM EDIFÍCIO EM CONCRETO ARMADO

  • Gustavo de Miranda Saleme Gidrão Universidade de São Paulo
  • Ana Rosa Domingos
  • Daiane Campiol Mandaio

Resumo

A indústria de construção civil tem gerado grande montante de gases de efeito estufa, sendo este setor o responsável por 7% das emissões globais de CO2. Dado este contexto, existe a latente necessidade de criar projetos eficientes com menores impactos ambientais. O presente trabalho reporta o estudo paramétrico sobre o impacto ambiental de um edifício em concreto armado usual de 7 andares, sujeito a carregamentos de vento, sobrecarga de utilização e peso próprio, com variações de seção transversal dos pilares e fck (i.e., resistência de compressão característica do concreto). Simulações de grelhas 3D foram feitas no software comercial Eberick, o que permitiu correlacionar o quantitativo de material (i.e., concreto e aço) com a emissão de CO2 para cada situação de interesse. Verificou-se que existe clara correlação entre o montante de CO2 emitido à fatores usuais de avaliação da deslocabilidade de estruturas reticuladas usuais (i.e., gama-z < 1,10 e deslocamento de topo). Para o caso estudado, foi obtido um ponto de equilíbrio entre a emissão de CO2 e deslocabilidade do edifício. A metodologia proposta no presente artigo pode ser utilizada em situações de projeto de edifícios de concreto, objetivando uma configuração sustentável e equilibrada entre deslocabilidade e emissão do CO2.
Publicado
2020-10-26
Seção
Artigos