DIMENSIONAMENTO DOS BRITADORES DA COOPERATIVA DOS GARIMPEIROS DE PEDRA LAVRADA-PB

  • Gerson Ferreira da Silva Ferreira UFRGS

Resumo

Resumo: O processo de cominuição é dividido em dois estágios, britagem e moagem. A etapa de britagem era entendida pela fragmentação de material acima de 25 mm, mas na atualidade os britadores têm apresentado eficiência na cominuição de granulometrias mais finas. Os britadores fazem parte da primeira etapa do processo de cominuição, onde ocorre a redução de tamanho de material de até 8:1. A realização de um estudo e controle desta fragmentação, possibilita melhorar a qualidade e eficiência das técnicas empregadas para obtenção da granulometria do material desejado. Esta pesquisa realiza um redimensionamento dos equipamentos de britagem da cooperativa dos pequenos mineradores do município de Pedra lavrada – PB (COOMIPEL). Os cálculos foram determinados a partir do método desenvolvido pelo fabricante Metso, que é feito com auxílio de curvas e tabelas de operação, em conjunto com o critério de Taggart. O estudo identificou que o britador de mandíbulas primário opera com uma razão de redução de 2:1, estando trabalhando de forma ineficiente, e permitiu sugerir um ajuste desta máquina da razão de redução (R) de 5:1 para otimização do britador. Já  o rebritador é necessário um ajuste nas dimensões da boca de descarga, para um APA = 18,0 mm e um APF = 6,0 mm, e esse ajuste irá produzir um material com 42% de sua granulometria ≤ 4,0 mm. Essas alterações nos equipamentos permitem sugerir modificações no fluxograma do processo de cominuição da COOMIPEL.
Publicado
2020-10-26
Seção
Artigos