SEIS SIGMA E CONCRETO TECNOLÓGICO DE CONCRETO USINADO

UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA CEARENSE

  • FERNANDA MOREIRA Concrefuji
  • Luciano

Resumo

O subdesenvolvimento dos processos gerenciais, a baixa qualidade do produto final e o descumprimento de normas técnicas, é uma das características mais marcantes da Indústria da Construção Civil (ICC), dificultando, assim, o desenvolvimento de atividades que necessitam de uma rígida administração. Nesse contexto, a realização do Controle Tecnológico de Concreto (CTC) representa um desafio a esse macrossetor, pois as diferentes etapas e agentes envolvidos no processo demandam um rigoroso controle das ações executadas, visando a confiabilidade dos resultados obtidos. Desse modo, o presente trabalho teve como objetivo analisar a aplicação da metodologia Seis Sigma ao CTC, como forma de aumentar o rigor nas operações e reduzir as variações no processo. Para tal, realizou-se um estudo de caso com uma empresa de Fortaleza-CE, mapeando as atividades inerentes ao CTC e analisando-as sob a óptica da metodologia Seis Sigma. Tal análise permitiu a identificação dos pontos de possíveis variações, viabilizando, assim, a utilização de ferramentas de controle. Assim, foi possível identificar as causas raízes das variações no processo, permitindo a proposição de melhorias no modo como as atividades são desenvolvidas pela empresa em análise. Ademais, conclui-se que a aplicação da metodologia Seis Sigma ao CTC permite um rígido controle das operações, aumentando o domínio dos gestores sobre as atividades, reduzindo as variações nos processos. Concluiu-se, também, que a aplicação da metodologia Seis Sigma pode ser expandida para outras atividades que necessitam de uma rigorosa gestão, como controle de agregados, pois o desempenho do concreto depende substancialmente de seus constituintes.
Publicado
2020-10-26
Seção
Artigos