A TÉCNICA DOS QUANTIS PARA DIFERENTES REGIMES PLUVIAIS E A APLICAÇÃO DO BALANÇO HÍDRICO EM SÃO BENTO DO UNA – PE, BRASIL VISANDO APOIO A AVICULTURA

  • Raimundo Mainar de Medeiros Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

Em região de clima de áreas próximas contrastantes (de um lado chuvoso do outro semiárido), como o Nordeste do Brasil e em especial o Estado de Pernambuco, o monitoramento pluvial e térmico são fundamentais importância para os tomadores de decisões que tragam benefício a população. Objetiva-se identificar a variabilidade pluvial e suas oscilações espaço-temporal através da técnica de quantis, gerar os balanços hídricos climatológicos para diferentes regimes pluviométricos. (seco; muito seco e seu comparativo com o balanço do período 1950-2019). Os dados pluviais e os de temperatura média do ar mensais e anuais foram adquiridos pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, Agencia Pernambucana de Água e Clima e estimadas pelo software Estima_T para o período 1950 – 2019. As técnicas dos quantis foram essenciais para demonstrar as flutuações pluviais e suas irregularidades nos períodos: seco; muito seco para a área estudada. As variabilidades das altas temperaturas e dos baixos índices pluviais exer­cem maiores relações com o poder evaporativo e evapotranspirados da região em estudo. Constata-se uma extensa afinidade dos fenômenos integra­dores dos índices pluviais com os térmicos e com os processos ambientais, socioeconô­micos e climáticos.
Publicado
2020-10-24
Seção
Artigos