ANÁLISE ESTRUTURAL DE UM DISPOSITIVO ANTI-QUEDA DE MATERIAIS EM UM TRANSPORTADOR DE CORREIAS.

  • Antonio de Jesus Cordeiro Filho Universidade Estadual do Maranhão
  • Diógenes Leite Souza UEMA

Resumo

Os transportadores de correia são equipamentos largamente utilizados na indústria moderna, pois otimizam a produção, e constituem, na maioria dos casos, em um menor custo por tonelada na movimentação de grandes quantidades de materiais a granel. São equipamentos robustos, e quando dimensionados conforme as normas de projeto, não apresentam problemas estruturais. Os casos mais comuns, que comprometem a estabilidade, estão relacionados com a manutenção, e ou operação destes. Transportadores que usam casas de passagem conjugadas são mais suscetíveis a colapsos estruturais, considerando a possibilidade de fuga e acúmulos de materiais. O trabalho proposto demonstrou, por meio da simulação computacional via SolidWorks e Ansys, que estruturas conjugadas, mesmo quando bem projetadas, podem rapidamente sofrer danos estruturais se não estabelecerem uma sistemática de limpeza adequada. A opção mais adequada é a implantação de casa de passagem autoportante, mantendo-se uma rotina de limpeza industrial adequada. Dessa forma, através da análise de tensões, deformações e frequência, verificou-se a resposta da estrutura para um cenário com altas cargas na estrutura, mostrando se a mesma suporta tal operação.

Biografia do Autor

Antonio de Jesus Cordeiro Filho, Universidade Estadual do Maranhão
Os transportadores de correia são equipamentos largamente utilizados na indústria moderna, pois otimizam a produção, e constituem, na maioria dos casos, em um menor custo por tonelada na movimentação de grandes quantidades de materiais a granel. São equipamentos robustos, e quando dimensionados conforme as normas de projeto, não apresentam problemas estruturais. Os casos mais comuns, que comprometem a estabilidade, estão relacionados com a manutenção, e ou operação destes. Transportadores que usam casas de passagem conjugadas são mais suscetíveis a colapsos estruturais, considerando a possibilidade de fuga e acúmulos de materiais. O trabalho proposto demonstrou, por meio da simulação computacional via SolidWorks e Ansys, que estruturas conjugadas, mesmo quando bem projetadas, podem rapidamente sofrer danos estruturais se não estabelecerem uma sistemática de limpeza adequada. A opção mais adequada é a implantação de casa de passagem autoportante, mantendo-se uma rotina de limpeza industrial adequada. Dessa forma, através da análise de tensões, deformações e frequência, verificou-se a resposta da estrutura para um cenário com altas cargas na estrutura, mostrando se a mesma suporta tal operação.

Referências

NBR 6177 - Transportadores contínuos - Transportadores de correia - Terminologia, São Paulo, 1999.

NBR 14762 - Dimensionamento de estruturas de aço constituídas por perfis formados a frio. São Paulo, 2010.

CAMPOS, André Luiz. Dimensionamento de um transportador contínuo para otransporte de minério de bauxita considerando aspectos estáticos e dinâmicos. Brasília, 2013.

CEMA- Conveyor Equipment Manufacturers Association. Belt Conveyors for Bulk Materials. 6th Ed., Florida, 2006.

GELAIS, M et al. - Uma análise comparativa entre o cálculo estático e dinâmico de transportadores de correia, Revista Ciência e Tecnologia, v. 19, n. 35, p. 1-11, 2016.

GERDAU, Catálogo Barras e Perfis, 2019.

MERCÚRIO. Manual Técnico de Correias Transportadoras. Itu: Schoba, 2015.

SWINDERMAN, R.T et al. – Guia Prático para um Controle mais Limpo, Seguro e Produtivo de Pó e Material. 4º edição, Martin Engeneering Company, EUA, 2009.

Publicado
2020-06-14
Seção
Artigos