RISCOS E AÇÕES MITIGADORAS DE ACIDENTES EM UMA OBRA AEROPORTUÁRIA NO ESTADO DO CEARÁ

Resumo

O artigo oferece um conjunto de ações com o objetivo de reduzir os riscos de acidentes na obra de ampliação do Aeroporto Internacional de Fortaleza, estado do Ceará, cujo a concessão foi dada a empresa alemã Fraport A.G, uma das líderes mundiais no segmento de administração de aeroportos. A pesquisa mostra a conjuntura contemporânea da evolução de acidentes de trabalho no setor da construção civil, na qual estão inseridas as obras de infraestrutura aeroportuária, apurados a partir de dados oficiais do governo brasileiro. Através da observação direta e revisão de documentos reguladores da atividade de segurança do trabalho e, com base na classificação e identificação de riscos ambientais presentes na referida obra, originou como resultado propostas para instituição de uma política mais agressiva do ponto de vista da segurança do trabalho na prevenção de acidentes.

Referências

BARBOSA FILHO, A.N.. Segurança do Trabalho & Gestão Ambiental. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

CAMBRAIA, F. B.; SAURIN, T. A.; FORMOSO, C. T. Planejamento e controle integrado entre segurança e produção em processos críticos na construção civil. Produção, São Paulo: ABEPRO, v. 18, n. 3, p. 479-492, mai. 2008.

CAVALCANTI, M. e MORERA, E. Metodologia de estudo de caso: livro didático. 3ª ed. Palhoça: Unisul Virtual, 2008

HÖKERBERG Y. H. M. et al. O processo de construção de mapas de risco em um hospital. Revista Ciência e Saúde Coletiva. Rio de Janeiro: ABRASCO, v.11, n. 2, p. 503-513, jun 2006.

MEDEIROS, J. A. D. M.; RODRIGUES, C. L. P. A existência de riscos na indústria da construção civil e sua relação com o saber operário. Disponível em: <http://www.segurancaetrabalho.com.br/ download/riscos-alyssonn.pdf>. Acesso em 10 abr. 2018.

MF/DATAPREV. Anuário Estatístico da Previdência Social/Ministério da Fazenda, Secretaria de Previdência, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência, Brasília, v.23, p. 1-934, dez 2016.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO – MTE. Norma Regulamentadora N.34. Disponível em: < http://trabalho.gov.br/seguranca-e-saude-no-trabalho/normatizacao /normas-regulamentadoras>. Acesso em 26 ago. 2018.

OLIVEIRA, M. P. Um estudo de caso da gestão de segurança industrial de uma plataforma de petróleo offshore. 110f. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão) – Curso de Pós-graduação em Sistemas de Gestão, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2008.

RIBEIRO, J. L. D. SAURIN, T. A.. Segurança no trabalho em um canteiro de obras: percepções dos operários e da gerência. Produção, São Paulo: ABEPRO, v. 10, n. 1, p. 5-17, jun. 2000.

SILVEIRA, C. A., ROBAZZI, M. L. D. C. C., WALTER, E. V., MARZIALE, M. H. Acidentes de

trabalho na construção civil identificados através de prontuários hospitalares. Revista Escola de Minas, Ouro Preto: Editora REM, v. 58, n. 1, p. 39-44, jun 2005.

TAVARES, J. C. Tópicos de Administração Aplicada à Segurança do Trabalho. 5ª ed. São Paulo: Editora Senac, 2006.

UNESP. Acidente de Trabalho. Disponível em: <http://www2.feg.unesp.br/Home /cipa998/conceito-do- acidente-do-trabalho.pdf>. Acesso em: 22 set. 2018.

VÉRAS, R.. Brasil em obras, peões em luta, sindicatos surpreendidos. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra: Editora Universidade de Coimbra, n. 103, p. 111-36, mai. 2014.

Publicado
2020-06-14
Seção
Artigos