Gestão privada de escolas públicas da Educação Básica: um novo mercado sob a tutela do Estado

Autores

  • Bruno Gawryszewski UFRJ
  • Vânia Cardoso da Motta
  • Camila Kipper Putzke

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.12i3.003

Resumo

Este artigo discute a gestão privada de escolas públicas da Educação Básica como um dos pilares que sustentam uma agenda privada-mercantil no cenário contemporâneo brasileiro, baseados na crença da maior eficiência e qualidade a fim de garantir a igualdade de oportunidade a todos. O recurso teórico-metodológico foi a análise da atual conjuntura brasileira inserida na crise estrutural do capital, seguida de exame da gestão privada em escolas estadunidenses, conhecidas como escolas charters, e iniciativas nas redes de ensino no Brasil. Concluímos que a gestão privada de escolas públicas pode ser entendida como um recurso para “contrarrestar” as crises cíclicas do capital e que tem aberto novas possibilidades de mercado no âmbito educacional sob a tutela do Estado.

 

Palavras-chave: Estado. Gestão privada. Crise do capital.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Bruno Gawryszewski, UFRJ

Doutor em Educação pela UFRJ. Membro do Coletivo de Estudos em Marxismo e Educação (COLEMARX). Professor da Faculdade de Educação da UFRJ

Vânia Cardoso da Motta

Professora da Faculdade de Educação da UFRJ. Doutora em Serviço Social pela UFRJ. Integrante do Coletivo de Estudos em Marxismo e Educação (Colemarx) da FE/UFRJ

Camila Kipper Putzke

Graduanda em Pedagogia pela UFRJ. Integrante do Coletivo de Estudos em Marxismo e Educação (Colemarx) da FE/UFRJ

Downloads

Publicado

2017-02-16

Como Citar

GAWRYSZEWSKI, B.; MOTTA, V. C. da; PUTZKE, C. K. Gestão privada de escolas públicas da Educação Básica: um novo mercado sob a tutela do Estado. Práxis Educativa, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 728–748, 2017. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.12i3.003. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/9413. Acesso em: 27 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos