Perfil e avaliação dos participantes de um curso de formação continuada em práticas educacionais inclusivas na modalidade a distância

  • Vera Lúcia Messias Fialho Capellini UNESP
  • Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues Unesp
  • Tania Gracy do Valle UNESP
  • Lígia Ebner Melchiori UNESP
  • Eliana Marques Zanata UNESP
  • Lucia Pereira Leite UNESP
  • Rita Melissa Lepre UNESP

Resumo

Este artigo analisa aspectos relacionados a um curso de formação continuada sobre práticas em Educação Especial e Inclusiva na área de Deficiência Mental, oferecido a professores de 20 (vinte) turmas inscritas pelo Ministério da Educação, de diferentes regiões do Brasil, com 180 (cento e oitenta) horas de duração, por meio de EaD. A pesquisa envolveu a descrição do perfil dos cursistas, uma análise da avaliação do curso realizada pelos cursistas e a das causas da evasão ocorrida no curso. Os resultados indicaram que os participantes, na sua maioria, avaliaram o curso positivamente em todos os aspectos solicitados. Os motivos mais frequentes para a evasão referiram-se às limitações dos cursistas, como a dificuldade em cumprir os prazos, motivos pessoais e inabilidade em usar computador. Concluiu-se que a Educação a Distância mostra-se como ferramenta relevante para aquisição de conhecimentos sobre a prática pedagógica inclusiva.   Palavras-chave: Ensino a Distância. Educação Inclusiva. Formação continuada.

Biografia do Autor

Vera Lúcia Messias Fialho Capellini, UNESP
Graduada em Pedagogia pela UNIMEP; Mestre e Doutora em Educação Especial pela UFSCar-São Carlos; é Professor-Assistente Doutor da Faculdade de Ciências da Unesp-Bauru
Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues, Unesp
Tania Gracy do Valle, UNESP
Lígia Ebner Melchiori, UNESP
Eliana Marques Zanata, UNESP
Lucia Pereira Leite, UNESP
Rita Melissa Lepre, UNESP
Publicado
2011-07-07
Seção
Artigos