Pesquisa em política educacional no Brasil (2000-2010): uma análise de teses e dissertações

  • Isabel Melero Bello Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
  • Marcia Aparecida Jacomini Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
  • Maria Angélica Pedra Minhoto Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma análise sobre a produção da Pós-Graduação brasileira na área de políticas educacionais. Para tanto, foram coletadas informações de 1.305 teses e dissertações no Banco de Teses da CAPES produzidas no período 2000-2010. A partir do levantamento e tendo como referência pesquisas similares, observou-se que o tema “Estado, suas ações e políticas” ainda é o eixo mais pesquisado, mantendo tendências anteriores. Verificou-se que a produção da Pós-Graduação em Educação concentra-se na região sudeste, seguida da região sul, do centro-oeste, do nordeste e do norte. Por fim, foram identificadas duas tendências na área: poucos programas e orientadores concentram elevado número de trabalhos e várias linhas de pesquisa dividem o restante da produção, não sendo identificadas como referências para a área.   Palavras-chave: Políticas educacionais. Produção acadêmica. Pós-Graduação.

Biografia do Autor

Isabel Melero Bello, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Tem experiência na área de Educação com ênfase em Políticas Educacionais e Formação de Professores. É professora de ensino superior, ministrando principalmente as disciplinas Teorias do Currículo, Avaliação Educacional e Didática na graduação e pós-graduação. Atualmente, é professora adjunta da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo na área de Teorias do Currículo
Marcia Aparecida Jacomini, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Professora do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Campus Guarulhos. Desenvolve pesquisas nas áreas de Políticas Educacionais e Gestão Educacional. Atualmente participa das pesquisas: "Remuneração de professores de escolas públicas de educação básica no contexto do FUNDEB e do PSPN"; "Alfabetização de Todas as Crianças até o Final do Terceiro Ano do Ensino Fundamental: acompanhamento da Implantação da Meta 5 do PNE 2011/2020" ; "A produção acadêmica em políticas educacionais no Brasil: características e tendências (2000 - 2010)"; "Diálogos pertinentes: proposições para um projeto institucional de formação de professores da educação básica"
Maria Angélica Pedra Minhoto, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Professora do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH), atuando no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e no curso de Pedagogia do Campus Guarulhos. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Avaliação de Sistemas e Instituições Educacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: política educacional e sistema nacional de avaliação.
Publicado
2014-05-23
Seção
Estudos teóricos e epistemológicos sobre política educacional