Desenvolvimento de discursos de políticas educacionais ao longo do tempo: subsídios epistemológicos para análise do processo de recontextualização em textos oficiais

  • Viviane Gualter Peixoto da Cunha PUC-Rio
  • Maria Inês Marcondes PUC-Rio

Resumo

O artigo discute o desenvolvimento da análise crítica das políticas educacionais, concentrando-se nas contribuições teórico-analíticas da perspectiva pós-estruturalista de Stephen Ball e sua procedência e articulação com o conceito de recontextualização do discurso de Basil Bernstein (1996) para a captação do surgimento e desenvolvimento dos discursos de políticas educacionais ao longo do tempo. Com base nesses referenciais, apresentamos uma pesquisa sobre a trajetória de 14 anos da política de organização da escolaridade em ciclos, em uma rede municipal do estado do Rio de Janeiro, na qual analisamos o processo de recontextualização do seu discurso nos textos oficiais. Essas abordagens foram relevantes na medida em que nos permitiram compreender a política inserida em processos de disputa por significados, portanto instável e sujeita a variadas finalidades em seus discursos.   Palavras-chave: Análise crítica de políticas. Textos da política. Recontextualização de discursos.

Biografia do Autor

Viviane Gualter Peixoto da Cunha, PUC-Rio
Doutora em Ciências Humana/Educação pelo Programa de Pós Graduação da PUC-Rio.
Maria Inês Marcondes, PUC-Rio
Doutora em Ciências Humanas/Educação pela PUC-Rio. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC-Rio.
Publicado
2014-05-23
Seção
Estudos teóricos e epistemológicos sobre política educacional