A rede nacional de formação continuada de professores, o Pró-Letramento e os modos de “formar” os professores

Sonia Regina Mendes dos Santos

Resumo


Neste artigo, são analisadas as possibilidades de construção da autonomia profissional de professores participantes do Programa Pró-Letramento, lançado pelo MEC em 2006, como parte da Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica. A pesquisa envolveu a realização de entrevistas com os três principais gestores do Programa no município de Duque de Caxias – RJ. Concluiu-se que é possível identificar, no programa investigado, a permanência de um modelo de formação aplicacionista.

 

Palavras-chave: Formação continuada. Programa Pró-Letramento. Autonomia docente.

 

Abstract



This article analyses the possibilities for constructing the professional autonomy of the teachers involved in a special program of continuous teacher training called Programa Pró-Letramento, launched by the Ministry of Education in 2006, as a part of the National Network of Continuous Teacher Training of Basic Education Teachers. The research involved interviews carried out with the three main coordinators of the program in the Duque de Caxias City (Rio de Janeiro State). It was possible to conclude that the program investigated has reproduced the pragmatic model of continuous teacher training.

 

Keywords: Continuous teacher training. Pró-Letramento Program. Teacher autonomy.

 


Palavras-chave


Formação continuada; Programa Pró-Letramento; Autonomia docente;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/PraxEduc.v.3i.2.143148

 
 
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.