A autoridade do/a professor/a negro/a: um estudo sobre a percepção de estudantes e professores/as dos anos iniciais do Ensino Fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.17.19421.049

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou discutir questões referentes à autoridade do/a professor/a negro/a. O estudo buscou compreender a autoridade docente e relacioná-la à figura do/a professor/a negro/a, no intuito de identificar se sofrem algum tipo de depreciação ou preconceito em razão da sua cor. Dialoga-se, a partir de Aquino (2014) e Freire (1988), entre outros, sobre o conceito de autoridade; e, com Domingues (2005) e Farias (2019), entre outros, sobre negritude e racismo estrutural. Os sujeitos da pesquisa foram dez professores/as negros/as e dez estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental de uma escola da Rede Municipal de Criciúma, Santa Catarina. Na pesquisa, de abordagem qualitativa, foi utilizado um questionário como instrumento de coleta de dados. A partir da pesquisa, concluiu-se que os estudantes pesquisados demonstraram que eles têm, na figura do/a professor/a, a referência de autoridade, sem distinção de cor. Já oito professores/as alegam que sentem sua autoridade diminuída e ameaçada.

Palavras-chave: Professor/a negro/a. Estudantes. Autoridade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Heloisa Martins Florenço, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Pedagoga pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Pesquisadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas de Santa Catarina (Neabi/SC). Pós-Graduanda em Direitos Humanos na Educação e Diversidade pela Faculdade Censupeg.

Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc).

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

FLORENÇO, H. M.; VOLPATO, G. A autoridade do/a professor/a negro/a: um estudo sobre a percepção de estudantes e professores/as dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Práxis Educativa, [S. l.], v. 17, p. 1–17, 2022. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.17.19421.049. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/19421. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Relações étnico-raciais: práticas e reflexões pedagógicas