“Eu não sei se posso dizer que não sou racista”: narrativas discentes sobre história da cultura afro-brasileira e indígena na Educação Superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.17.19330.034

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar narrativas elaboradas por acadêmicos de diversos cursos da Universidade Regional de Blumenau sobre o tema da diversidade étnico-racial, a partir da disciplina “História da cultura afro-brasileira e indígena” e de como esta se insere na conjuntura e nas singularidades experimentadas pela sociedade em questão, a do Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Este trabalho ancora-se nos debates acerca da construção de narrativas, a partir de Paul Ricoeur, com o círculo hermenêutico, e de Jörn Rüsen, sobre a noção de aprendizagem histórica. As fontes advêm de um questionário distribuído aos estudantes no primeiro e segundo semestre acadêmico de 2020. Em relação aos resultados, este estudo constatou uma importante reelaboração discursiva sobre a história indígena e afro-brasileira e um reconhecimento das singularidades identitárias, dos contextos de negação de direitos e dos processos históricos de exclusão.

Palavras-chave: História da cultura afro-brasileira e indígena. Narrativas. Aprendizagem histórica.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cíntia Régia Rodrigues, Universidade Regional de Blumenau

Doutora em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Docente do Departamento de História e Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Regional de Blumenau (Furb).

Edison Lucas Fabrício, Universidade Regional de Blumenau

Doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor colaborador no Departamento de História e Geografia da Universidade Regional de Blumenau (Furb) e na Rede Estadual de Educação do Estado de Santa Catarina. 

Downloads

Publicado

2022-02-22

Como Citar

RODRIGUES, C. R.; FABRÍCIO, E. L. “Eu não sei se posso dizer que não sou racista”: narrativas discentes sobre história da cultura afro-brasileira e indígena na Educação Superior. Práxis Educativa, [S. l.], v. 17, p. 1–20, 2022. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.17.19330.034. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/19330. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Relações étnico-raciais: práticas e reflexões pedagógicas