Percursos intermitentes no acesso a carreiras artísticas entre jovens descendentes de imigrantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.17.18500.052

Resumo

Partindo de uma perspectiva interseccional, este artigo analisa como certas categorias sociais - origem étnico-racial, nacionalidade e contexto socioeconômico - determinam os percursos de jovens descendentes de imigrantes no acesso a carreiras profissionais artísticas. Os dados baseiam-se em entrevistas semiestruturadas realizadas a jovens de diferentes origens (África, Brasil e Europa de Leste) a residirem em Sintra, Portugal. Os resultados indicam diferenças entre o acesso a profissões relacionadas com as artes, derivadas do entrecruzamento destas categorias sociais. Se, nalguns casos, a intersecção das categorias reproduz a sua posição social desfavorecida e bloqueia o acesso a estas carreiras; noutros casos, a sua posição social é mitigada e o acesso a estas carreiras acaba por ser facilitado. Na conclusão, sugere-se a necessidade de adotar em estudos futuros um paradigma interseccional nos percursos profissionais artísticos de jovens descendentes de imigrantes.

Palavras chave: Interseccionalidade. Carreiras profissionais artísticas. Descendentes de imigrantes.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Sofia Gaspar, CIES-Iscte

CIES-Iscte, Lisboa, Portugal, doutorada em Sociologia.

Juliana Iorio, CIES-Iscte

CIES-Iscte, Lisboa, Portugal, doutorada em Geografia Humana – migrações.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

GASPAR, S.; IORIO, J. Percursos intermitentes no acesso a carreiras artísticas entre jovens descendentes de imigrantes. Práxis Educativa, [S. l.], v. 17, p. 1–16, 2022. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.17.18500.052. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/18500. Acesso em: 20 maio. 2022.