A infância como o outro libertador

Resumo

Este artigo objetiva analisar a concepção de Outro em Freire para compreender as relações com a infância e com a libertação da opressão. Para isso, levantamos a seguinte questão: que contribuição a concepção de Freire acerca do outro pode dar para compreender a infância e a libertação?  O texto segue uma metodologia bibliográfica de caráter qualitativo, cujo aporte é a análise filosófica, como parte de nosso projeto de pesquisa de Mestrado que tem por foco investigativo a questão de Outro e a educação humanizadora. Como referencial teórico base, são utilizadas as obras de Freire: Pedagogia do Oprimido (1987); Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa (2011). Na proposta de Freire, a infância é um sujeito livre e ativo do processo educativo, que problematiza, dialoga e desperta os adultos de sua dominação e opressão, e gera o processo democrático de transformação do mundo.

Palavras-chave: Outro. Infância. Libertação.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Antonio Oliveira Dju, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Doutorando em Filosofia de Educação pela Universidade Estadual de Londrina, sob orientação do prof. Dr. Darcísio Natal Muraro. É Mestre em Filosofia de Educação pela Universidade Estadual de Londrina (2021). Especialização em Metodologia de Ensino Superior pela Universidade Norte do Paraná (2016). Graduação em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2012). Possui graduação em Filosofia pela Spiritan Instititute of Philosophy atual Spiritan University Colllege – Ejisu/Gana (2007). É membro do Grupo de Pesquisa cadastrada no CNPQ: A Educação Filosófica de Crianças, Adolescentes e Jovens, do grupo Educação Filosófica e Experiência democrática: a democracia como modo de vida ético e político e do grupo A Educação Filosófica e a Política: a Comunidade Democrática como Espaço Público Na Escola.

Darcísio Natal Muraro, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

É professor Adjunto da Universidade Estadual de Londrina, no CECA - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Departamento de Educação, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão. Tem projeto de pesquisa na área de filosofia e educação. Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1986), graduação em Teologia pelo Instituto Teológico São Paulo (1990), mestrado em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998), doutorado pela Universidade de São Paulo (2008).

Publicado
2021-02-10
Seção
Dossiê: Paulo Freire (1921-2021): 100 anos de história e esperança