Educação Popular e Pedagogia Crítica: os princípios pedagógicos freireanos na formação de Educadores Populares em Saúde

Resumo

Este artigo, derivado de uma pesquisa qualitativa, apresenta a organização pedagógica de um Curso de Formação e Aperfeiçoamento de Educadores Populares em Saúde no Sistema Único de Saúde (SUS), com vistas a verificar, nesse planejamento, a presença dos princípios da Política Nacional de Educação Popular em Saúde (PNEP-SUS). A PNEP-SUS está fundamentada nas concepções teórico-metodológicas da Educação Popular inspiradas na Pedagogia Crítica e na obra de Paulo Freire. A análise realizada identificou os seguintes princípios: Diálogo; Construção compartilhada do conhecimento; Amorosidade; Problematização; Construção do projeto democrático e popular; Convivência não hierarquizada; e Emancipação, os quais orientavam o planejamento das atividades didáticas do curso. O estudo evidenciou que estratégias de Educação Popular em Saúde, fundamentadas na obra freireana, podem promover a participação popular, a gestão participativa, o exercício do controle social e o cuidado em saúde.

Palavras-chave: Educação Popular em Saúde. Paulo Freire. Pedagogia Crítica.

 

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fúlvia da Silva Spohr, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Pedagoga, atua como docente no ensino na saúde. Educadora Popular pela Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz) e Especialista em Educação em Saúde Mental Coletiva pelo Núcleo de Educação, Avaliação e Produção Pedagógica em Saúde (EDUCASAÚDE) da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Psicologia Social e Institucional (PPGPSI/UFRGS), Doutora em Informática na Educação (PPGIE/UFRGS) e Pós-doutora em Ensino na Saúde pelo Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (PPGENSAU/UFCSPA). Investiga o efeito da modulação das tecnologias da informação e comunicação para a cognição em diferentes domínios e instituições, especialmente na interface educação e saúde, abordando temas que envolvem a narrativa, a produção de subjetividade, a ética, a estética e a política. Tem experiência com a orientação e a supervisão pedagógica no ensino básico e no ensino superior e na formação docente de professores, tutores e preceptores para o exercício no ensino na saúde.Tem experiência na orientação e supervisão pedagógica, no planejamento didático, avaliação e homologação de materiais educacionais nas modalidades presencial e EaD. Temas de Interesse: Biologia da Cognição, Epistemologia, Filosofia da Ciência, Educação Popular, Pedagogia crítica, Psicologia da Educação, Didática do Ensino Superior e Ensino na Saúde.

Mariana Parise Brandalise Dalsotto, UCS - Universidade de Caxias do Sul

Pedagoga. Mestre em Educação e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul.

Ygor Correa, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Pós-doutorando em Educação pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) no Programa de Pós-Graduação em Educação, linha de pesquisa em Educação, Linguagem e Tecnologia.Pós-Doutor em Design (Tecnologia e Educação) pelo Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter). Doutor em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS - PPGIE CAPES 7). Mestre em Linguística Aplicada com foco em Linguagem, Interação e Tecnologia pela Universidade do Vale do Rio do Sinos (UNISINOS - PPGLA CAPES 5). Graduação em Letras-Inglês pela UNISINOS. Atualmente realiza pesquisa no PPG Design (UniRitter) voltada à Educação Bilíngue de Surdos, quanto ao uso de aplicativos de tradução automática em sala de aula, na perspectiva da Aprendizagem Móvel. É membro-pesquisador do Núcleo de Estudos em Subjetividade, Tecnologia e Arte. (N.E.S.T.A). Colaborador nos cursos de especialização ? Mídias na Educação (Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - e extensão - Núcleo de Informática na Educação Especial (NIIE - UFRGS) - na formação de professores da rede pública quanto a práticas educacionais, sob o viés da tecnologia. É parecerista das revistas RENOTE (Revista Novas Tecnologias na Educação) e INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria e prática, ambas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Temas de interesse: Linguística Aplicada; Linguística Textual; Teorias do Texto; Tipos de Discurso; Interacionismo Sociodiscursivo (ISD); Ensino-Aprendizagem de Línguas; Escrita na Tela; Teoria da Complexidade; Sistemas Adaptativos Complexos; Ensino a distância (Ead); Teoria Sociocultural; Cultura Visual; Informática na Educação; Design de Interface; Usabilidade; Design Responsivo; Ambientes Virtuais; Metodologias Ativas; Ensino Híbrido; Mineração Textual; Tecnologias Acessíveis; Aplicativos Tradutores de Línguas; Educação de Surdos; Ensino Bilíngue (Português-Libras).

Publicado
2021-03-12
Seção
Dossiê: Paulo Freire (1921-2021): 100 anos de história e esperança