Contribuições de Paulo Freire na Educação do Campo: formação de professores/as e o ensino de Ciências

Resumo

Este trabalho expõe uma reflexão a respeito do pensamento teórico e metodológico do educador brasileiro Paulo Freire no âmbito da Educação do Campo e de suas contribuições para o processo de formação de professoras/es de Ciências da Natureza. Com esse objetivo, tomou-se como referência o curso de Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Paraná - Setor Litoral, a partir do qual se apresentam os princípios e as influências históricas, filosóficas, sociais e práticas que conduziram à implantação de cursos dessa natureza nas universidades públicas nacionais. Metodologicamente, trata-se de um estudo teórico, mas também conta com evidências empíricas de práticas educacionais já realizadas. Dentre as reflexões finais, destaca-se a importância da pedagogia freiriana como uma pedagogia contra-hegemônica e balizadora para a educação dos povos do campo, das águas e das florestas. Palavras-chave: Pensamento freiriano. Formação de professoras/es do campo. Educação científica.

Biografia do Autor

Adalberto Penha de Paula, Universidade Federal do Paraná
Professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Setor Litoral no curso de Licenciatura em Educação do Campo – Ciências da Natureza. Doutor em Educação (UFPR).
Roberto Gonçalves Barbosa, Universidade Federal do Paraná
Professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Setor Litoral no curso de Licenciatura em Educação do Campo – Ciências da Natureza. Doutor em Ensino de Ciências e Educação Matemática (UEL)
Publicado
2021-03-16
Seção
Dossiê: Paulo Freire (1921-2021): 100 anos de história e esperança