A unidade na diversidade em Paulo Freire: avanços para a transformação educacional

Resumo

Neste artigo, relacionamos o conceito de unidade na diversidade, elaborado por Paulo Freire, a atuações educativas que promovem ao mesmo tempo aprendizagem acadêmica e valorização do convívio na diversidade. Inicialmente, apresentamos conceitos-chave desenvolvidos pelo autor em diferentes obras e ressaltamos a sua atualidade. Posteriormente, destacamos o conceito de unidade na diversidade e como ele dá base a Atuações Educativas de Êxito para a Educação de Jovens e Adultos, tendo por base os resultados de um estudo de caso qualitativo, desenvolvido entre 2014 e 2016. Por fim, destacamos como a teoria e a compreensão que Paulo Freire nos oferece continuam vivas e atuais, principalmente por evidenciarem a história que vem sendo construída por homens e mulheres em prol da humanização e da educação democrática. Palavras-chave: Unidade na diversidade. Atuações Educativas de Êxito. Humanização.

Biografia do Autor

Fabiana Marini Braga, Universidade Federal de São Carlos/UFSCar
É professora associada do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Atua na Licenciatura em Pedagogia do curso presencial e a distância e no Programa de Pós-graduação em Educação da UFSCar. Participa como líder do Núcleo de Ação Social e Educativa/Niase, no eixo de Comunidades de Aprendizagem. Possui graduação em Administração de Empresas pela Associação de Escolas Reunidas Ltda (1999), graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos (1999), mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2007). A ênfase de seu trabalho acadêmico está na linha de Ensino e Aprendizagem, dedicando-se às seguintes temáticas: comunidade de aprendizagem, relação família-escola, criança; escola, aprendizagem dialógica, educação a distância e práticas de ensino e aprendizagem
Roseli Rodrigues de Mello, Universidade Federal de São Carlos
ProfessoraTtitular do quadro docente efetivo da Universidade Federal de São Carlos, junto ao Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas. Atua na Licenciatura em Pedagogia e na Pós-Graduação em Educação (orienta mestrado e doutorado). Fundou o Núcleo de Investigação e Ação Social e Educativa (NIASE), em 2002, e está à frente de sua coordenação. Transferiu para o Brasil a transformação de escolas em Comunidades de Aprendizagem e as Tertúlias Literárias Dialógicas. Foi coordenadora do Programa de Ações Afirmativas da UFSCar entre 2012 e 2013. A ênfase de seu trabalho acadêmico está na linha de Ensino e Aprendizagem, dedicando-se às seguintes temáticas: comunidades de aprendizagem, aprendizagem dialógica, atuações educativas de êxito, tertúlias dialógicas, pesquisa educacional, democratização do conhecimento escolar, educação de adultos, didática, formação de professores. Compôs o Comitê de Acompanhamento da Pós-Graduação em Educação da Capes, no triênio 2007-2009, e no triênio 2010-2012. Sua formação em Pedagogia (1987), no mestrado (1991) e no doutorado em Educação (1998), foi realizada na Universidade Federal de São Carlos. Desenvolveu pós-doutorado em Sociologia e Educação junto à Comunidade de Pesquisa em Excelência para Todos (CREA), da Universidade de Barcelona (2001-2002), a qual integra como pesquisadora. Foi bolsista produtividade CNPq de 2008 a 2018.
Denise Bachega, Universidade Federal de São Carlos
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (2011), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (2014) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2020).
Publicado
2021-03-20
Seção
Dossiê: Paulo Freire (1921-2021): 100 anos de história e esperança