A questão ética e religiosa na ordem do discurso freireano

Resumo

Neste artigo, de natureza bibliográfica, analisa-se o modo como Paulo Freire empregava a “ética” como princípio fundante de suas reflexões, problematizações e argumentações sobre a inserção do trabalho social religioso no seio das relações sociais latino-americanas. Foram examinadas as seguintes obras sob as lentes da Análise Arqueológica do Discurso, com base em Foucault (2000): Ação cultural para a liberdade e outros escritos, edição de 1981; Educação como prática da liberdade, edição de 1967; Pedagogia do oprimido, edição de 1987; Extensão ou comunicação?, edição de 1983; e Os cristãos e a libertação dos oprimidos, edição de 1978. Evidencia-se que o entendimento de Paulo Freire sobre as questões éticas e religiosas não guardam somente um modo específico de ser, pois a ética funciona como um parâmetro de análise crítica de diferentes manifestações sociais e históricas sobre a questão religiosa e sua relação com o povo. Conclui-se que o significado da noção e do uso do significante “ética” como um princípio de criticidade é recorrente na argumentação, no posicionamento e na ordem discursiva freireana.

Palavras-chave: Paulo Freire. Ética. Religião.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...
Publicado
2021-03-05
Seção
Dossiê: Paulo Freire (1921-2021): 100 anos de história e esperança