Tempos da escola em tempo de pandemia e necropolítica

Resumo

O presente texto está inspirado em uma live apresentada junto à Maura Corcini, organizada pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd). Ele tem quatro seções. A primeira, “A necrologia, a pandemia, o Brasil”, descreve a forma em que o governo bolsonarista desenvolve uma necropolítica, inclusive a partir da trágica pandemia do COVID-19 que, atualmente, se expande pelo Brasil e pelo mundo. A segunda, “A educação, entre a necropolítica e a pandemia”, anuncia duas dimensões dessa mesma pandemia e o que ela nos permite perceber em relação à escola, como instituição e como forma. A terceira, “A pandemia e os tempos da escola”, apresenta a especificidade de três tempos presentes na educação: khrónos, kairós e aión. Finalmente, a ultima seção, “O tempo da infância: Isabel(a) e o tempo imprevisível da leitura e da escrita”, retoma uma inspiração infantil e alguns sentidos que dela emanam para lembrar do valor e do sentido da infância na educação. Palavras-chave: Tempo. Escola. Necropolítica.
Publicado
2020-06-23
Seção
Seção Temática: Adiando o fim da escola