Corpos[pandêmicos]: ação e subjetividade na arte educação

Resumo

Neste ensaio, discutimos os corpos e o ensino da Arte em distanciamento social. O objetivo é refletirmos sobre a ação e a subjetividade dos corpos[pandêmicos] na arte educação em meio ao caos e ao distanciamento social. Enfatizamos o corpo como lugar sensível e subjetivo, em um tempo no qual a COVID-19 coloca em suspensão a escola. A discussão baseia-se em teóricos do ensino da arte do corpo e da dimensão sensível nos corpos[pandêmicos]. Essa reflexão faz-nos perceber que já estávamos em estado de anestesia, mas, com esse possível estado de pandemia sensível, o corpo pode absorver uma gama de possibilidades estéticas a partir de experiências sensíveis. Há, assim, um desafio aos corpos[pandêmicos] docentes e discentes. Palavras-chave: Corpo. Corpos[pandêmicos]. Ensino da arte. Subjetividade.
Publicado
2020-07-13
Seção
Seção Temática: Adiando o fim da escola