Ética na pesquisa em Psicologia e Educação em Portugal: contributos para pensar o caso brasileiro

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre o modelo português de regulação da conduta em pesquisa nas áreas de Educação e Psicologia com a finalidade de contribuir para o debate brasileiro sobre esse tema. Com relação ao método, trata-se de uma pesquisa exploratória com abordagem quanti-qualitativa, baseada na análise documental combinada com a análise hermenêutica objetiva de dados coletados por meio da técnica do survey, utilizada para o levantamento de opiniões de doutorandos em Educação e em Psicologia de Portugal. É possível apontar como principais conclusões do estudo: (1) a semelhança entre os dois modelos no tocante a um enfrentamento majoritariamente normativo da questão ética em pesquisa; e (2) o caráter mais descentralizado do modelo português, que combina orientações gerais transnacionais com normativas setoriais e nacionais, de forma a contemplar uma maior participação das Universidades, das associações representativas das diferentes áreas e dos próprios pesquisadores. Palavras-chave: Ética na pesquisa. Regulação. Psicologia e Educação. Portugal e Brasil.
Publicado
2020-10-21
Seção
Artigos