A opção por um ensino domiciliar: um estudo de caso

Resumo

Este artigo visa compreender os motivos que levam famílias a retirar seus filhos da escola para dar-lhes outras formas de educação, bem como examinar argumentos sociojurídicos a respeito do ensino domiciliar que permeiam o direito de escolha na formação de seus filhos. Pretende-se conhecer as questões que permeiam o tema, tornando possível o aprofundamento das discussões teóricas e jurídicas. Há autores  que defendem o direito de escolha das famílias, e há outros que alertam para o risco de crianças não receberem uma formação educacional. Foram entrevistadas três famílias, que realizam ensino domiciliar por razões religiosas e por motivos de saúde. Conclui-se que é necessária a manifestação do Judiciário e do Legislativo para que tal imbróglio seja sanado, uma vez que as famílias defendem a possibilidade de escolha da educação conferida a seus filhos, enquanto o Estado defende a compulsoriedade escolar. Palavras-chave: Ensino domiciliar. Escola. Religião.
Publicado
2020-04-14
Seção
Dossiê: Homeschooling: controvérsias e perspectivas