Territorialidade Narrativa

Tessituras jornalísticas da crise migratória

  • Fábio Ferreira Agra Universidade Federal Fluminense

Resumo

Este trabalho tem por objetivo fazer uma reflexão a respeito dos textos jornalísticos sobre a chamada “crise migratória” dentro de uma perspectiva que denominamos de territorialidade narrativa, ancorada nos estudos de Rogério Haesbaert (2004, 2009) e Fernando Resende (2019). Analisamos como a narrativa sobre espaços de fronteira e controle, ao que circunscreve à “crise migratória”, é atravessada por uma visada de mundo que nos lega um entendimento dos acontecimentos sempre a partir dos mesmos referenciais e que se expande para outros territórios.Para esse trabalho, foram analisados textos do jornal Folha de São Paulo publicados em 2015 que diziam respeito sobre migrantes em fronteiras e outros espaços de controle.
Publicado
2020-09-22
Como Citar
Ferreira AgraF. (2020). Territorialidade Narrativa. Pauta Geral - Estudos Em Jornalismo, 7(1), 1-18. Recuperado de https://revistas2.uepg.br/index.php/pauta/article/view/16302