Os correspondentes internacionais em zonas de conflito: ética, produção da notícia e teorias do jornalismo no ensino da profissão

Felipe Gomberg, Camila Welikson

Resumo


Este artigo discute o trabalho dos correspondentes internacionais em zonas de conflito, sua importância como exemplo de prática jornalística para a sala de aula e como é possível evidenciar a aplicação das teorias do jornalismo no dia a dia destes profissionais. Para isso, utilizamos entrevistas em profundidade, exclusivas, com correspondentes internacionais sobre a produção de notícia em ambientes de conflito.

Palavras-chave


Correspondentes internacionais. Teorias do jornalismo. Produção de notícia.

Texto completo:

PDF
';



Indexadores: LatindexIBICT/ SEERREVIScomDiadorimDialnet; Doaj; SumáriosPortal LivreSHERPA/ROMEO; FLASCO Argentina; Scholar Google

Creative Commons BY-SA 3.0 - Revista Pauta Geral - estudos em jornalismo 2014 - 2018, periódico científico do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UEPG: É permitido copiar e redistribuir o material em qualquer suporte ou formato, remixar, transformar, e criar a partir do material para qualquer fim, mesmo que comercial, desde que citada a fonte. Aqueles que o fizerem, devem manter o mesmo padrão de direito autoral.