Egressos da Licenciatura em Educação do Campo: quem são, onde estão e como avaliam sua formação?

Conteúdo do artigo principal

Aline Aparecida Angelo
https://orcid.org/0000-0002-5926-8525

Resumo

Esse artigo analisa parte dos dados de uma pesquisa com egressos da Licenciatura em Educação do Campo (LeCampo) da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FaE/UFMG) sobre a atuação destes como educadores do campo. A investigação ancora-se na necessidade de compreender a atuação dos egressos, considerando os propósitos da Educação do Campo para esta licenciatura no Brasil. A pesquisa, de abordagem qualitativa, constitui-se num estudo de caso que analisa, de forma crítico-dialética, dados obtidos em um questionário online e utiliza a literatura nacional na discussão dos dados. Os resultados apontam a efetiva inserção dos egressos na docência e permanência de vínculo com movimentos sociais do campo. Em relação à docência é expressivo o percentual de egressos em escolas do campo, com capacidade de contribuir para a sua transformação e qualificação neste espaço.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
ANGELO, A. A. Egressos da Licenciatura em Educação do Campo: quem são, onde estão e como avaliam sua formação?. Olhar de Professor, [S. l.], v. 25, p. 1–22, 2022. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.25.17707.020. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/17707. Acesso em: 25 jun. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Aline Aparecida Angelo, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Professora na licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Maranhão.

Referências

ANGELO, A. A. O que é ser educador do campo: os sentidos construídos pelos estudantes do Curso de Licenciatura em Educação do Campo da FaE/UFMG. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de São João Del-Rei, São João Del-Rei/MG, 2013. Disponível em: https://ufsj.edu.br/mestradoeducacao/dissertacoes.php#2013 Acesso em:10/02/2021

ANGELO, A. A.; SOUZA, D. C. Acesso e permanência de estudantes e a formação por área de conhecimento nos cursos de Licenciatura em Educação do Campo: experiências compartilhadas na formação dos formadores. In: MOLINA, M. C.; MARTINS, M. de F. A. [Org.]. Formação de formadores: reflexões sobre as experiências da licenciatura em educação do campo no Brasil. 1. ed., Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019. p. 323- 334.

ANTUNES-ROCHA, M. I. Licenciatura em Educação do Campo: histórico e projeto político-pedagógico. In: ANTUNES-ROCHA, M. I.; MARTINS, A. A. (Org.). Educação do campo: desafios para a formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009. p. 39-55.

ANTUNES-ROCHA, M. I. Formação de educadores e educadoras da Reforma Agrária no contexto do PRONERA: uma leitura a partir das práticas. In: SANTOS, C. A. dos; MOLINA, M. C.; JESUS, S. M. dos S. A. (Org.). Memória e História do Pronera: contribuições para a educação do campo no Brasil, Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2010. p. 121-137.

ARROYO, M. G. Tensões na condição e no trabalho docente - Tensões na formação. Revista Movimento de Educação. Niterói, Ano 02, nº2, p. 1-34, mês(es), 2015. Disponível em: https://doi.org/10.22409/mov.v0i2.251 Acesso em: 10/02/2021 DOI: https://doi.org/10.22409/movimento2015.v0i2.a20877

BITTENCOURT BRITO, M. M. Formação de Professores na perspectiva da Epistemologia da Práxis: análise da atuação dos egressos do curso de Licenciatura em Educação do Campo, da Universidade de Brasília. 2017. Tese (Doutorado - Doutorado em Educação) - Universidade de Brasília, Brasília, 2017. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/31100 Acesso em: 08/02/2021

BONETTI, V. C. B. A atuação profissional de egressos de cursos de Licenciatura em Matemática do estado de São Paulo: uma articulação entre os cursos de formação e a identidade docente. In: XIX Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós-Graduação em Educação Matemática, 2015, Juiz de Fora. Anais [...] Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora/MG, 2015. Disponível em: https://www.ufjf.br/ebrapem2015/files/2015/10/gd7_vanessa_bonetti.pdf. Acesso em: 08/02/2021

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Trad. Rosisca Darcy de Oliveira. 6ª ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1982.

FREITAS, L. C. A luta por uma pedagogia do meio: revisitando o conceito. In: PISTRAK, Moisey M. A Escola-Comuna. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

ITERRA – Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária. Intencionalidades na Formação de Educadores do Campo. In: Cadernos do ITERRA, ano VII, Nº 11, maio de 2007.

GALIZONI, F. M. Terra, ambiente e herança no Alto Jequitinhonha, Minas Gerais. Rev. Econ. Sociol. Rural, Brasília, v. 40, n.3, p. 1-20, junho de 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-20032002000300003 Acesso em:10/02/2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-20032002000300003

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MASSON, G. As Contribuições Do Método Materialista Histórico E Dialético Para A Pesquisa Sobre Políticas Educacionais. In: IX Anped Sul – Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 2012. Anais [...] Anped Sul, 2012. Disponível em: http://anais.anped.org.br/regionais/sites/default/files/trabalhos/5/2821TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf. Data de acesso: 26/03/2021.

MARQUES, M. I. M. O conceito de espaço rural em questão. Terra Livre, São Paulo, ano 18, n. 19, p. 95-112, jul./dez., 2002. Disponível em: http://www2.fct.unesp.br/grupos/nera/usorestrito/MARTA.pdf. Acesso em: 26/03/2021.

MORAIS, M. N. de. Conflitos agrários: negociação e resistência dos trabalhadores rurais em Governador Valadares no Vale do Rio Doce (1950-1964). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Brasília, 2013. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/14511. Acesso em: 10/02/2021.

NEVES, J. L. F. et al. A Questão Agrária e a Luta pela Terra no Norte de Minas Gerais. In: IV Simpósio sobre Reforma Agrária e Assentamentos Rurais, 2010, São Paulo. Anais [...] São Paulo: Uniara, 2010. Disponível em: https://www.uniara.com.br/legado/nupedor/nupedor_2010/00%20textos/sessao_4A/04A-04.pdf. Acesso em: 26/03/2021

PARO, V. H. A educação, a política e a administração: reflexões sobre a prática do diretor de escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 36, n.3, p. 763-778, set./dez. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/z3kMwmdfKMTGM6pb6ZKzXjt/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 26/03/2021 DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022010000300008

RIBEIRO, E. M. et al. Agricultura familiar e programas de desenvolvimento rural no Alto Jequitinhonha. RER, Rio de Janeiro, vol. 45, nº 04, p. 1075-1102, out/dez, 2007 – Impressa em novembro 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-20032007000400012

SAGAE, E. Licenciatura em Educação do Campo: um processo em construção. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/169569. Acesso em: 26/03/2021

SANTOS, Janeide Bispo Dos. Questão agrária, educação do campo e formação de professores: territórios em disputa. Tese (doutorado) - Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Educação, Salvador, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21471#:~:text=RI%20UFBA%3A%20Quest%C3%A3o%20agr%C3%A1ria%2C%20educa%C3%A7%C3%A3o,de%20professores%3A%20territ%C3%B3rios%20em%20disputa&text=Abstract%3A,para%20a%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20do%20Campo. Data de acesso: 10/02/2021.

SANTOS, E. V. Representações Sociais de Egressos da Licenciatura em Educação do Campo Da FaE/UFMG Sobre o Campo. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Educação, Belo Horizonte, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUOS-B4BPCS. Acesso em: 10/02/2021.

SILVA, K. A. C. P. C. Epistemologia da práxis na formação de professores. In: MOLINA, M. C.; MARTINS, M. de F. A. [Orgs.]. Formação de formadores: reflexões sobre as experiências da licenciatura em educação do campo no Brasil.1. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019. p. 283-302.

SILVA, M. C. L. Caminhos da interdisciplinaridade: da formação por área de conhecimento à prática educativa de egressos da Licenciatura em Educação do Campo PROCAMPO/IFPA/Campus de Castanhal, PA / Márcia Cristina Lopes e Silva. Tese (Doutorado em educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Fortaleza, 2017. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26673. Acesso em: 10/02/2021.

TRINDADE, A. C. P. Representações sociais de egressos do curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFPA: formação e atuação no contexto social do campo. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/8660/1/Dissertacao_RepresentacoesSociaisEgressos.pdf. Acesso em: 25/01/2021

VOZA, P. Intelectuais. In: LIGUORI, G.; VOZA, P. (Orgs.) Dicionário Gramsciano (1926-1937). 1.ed. São Paulo: Boitempo, 2017. p. 640-645.